close button

publicidade

Hawkeye

Depois de um ano difícil, em que o futuro estava incerto, o ano de 2021 se provou um momento de adaptação para os novos normais, e um recomeço em vários aspectos. Seguindo este pensamento, a Marvel Studios iniciou sua nova fase neste ano desafiador, e não pode estar mais feliz: indicações as principais premiações, engajamento em massa desde sua primeira série, e um futuro ainda mais promissor para o ano de 2022. E para encerrar este ano Hawkeye pode ter sido uma escolha esquisita, mas que parando para analisar, foi uma surpresa a cada novo episódio apresentando ainda mais personagens novos, além de por um ponto final do maior ressentimento dos marvetes pós-Ultimato.

Após um ano dos eventos de Ultimato, Clint Barton (Jeremy Renner) tenta passar o natal com seus filhos na Big Apple, mas seu passado durante o blip retorna quando a jovem Kate Bishop (Hailee Steinfeld) surge vestindo o traje do Ronin, enquanto tenta salvar “inocentes” durante uma festa beneficente. A jovem, que tem um fascínio pela figura do Gavião Arqueiro, acaba descobrindo os segredos da fortuna de sua família, além de aprender como ser uma vingadora ao lado de seu ídolo, o Gavião Arqueiro.

Se uma coisa que o despercebido Clint Barton acumulou foi ódio. Ódio por ele ter sobrevivido a Vormir, enquanto Natasha Romanoff (Scarlett Johansson) se sacrificava para conseguir a Jóia da Alma em Ultimato. Desde 2019, sua imagem ficou atribuída ao ódio, não pelo personagem, não pelo ator, mas pelos roteiristas, que mais uma vez recaíram num arquetipo narrativo negativo da Namorada na Geladeira: a personagem feminina precisa morrer, para os personagens masculinos se desenvolverem e resolverem a problemática da história. Essa imagem acabou se personificando no próprio personagem, já que não temos um rosto para ficar odiando os roteiristas. Mas a série conseguiu quebrar – mesmo que um pouco – esse ódio acumulado.

Em seis episódios, a história soube traçar a relação de amizade entre Clint e Natasha de tal forma, que enquanto em Viúva Negra, víamos o lado da Natasha relembrando seu passado e fazendo as pazes, mencionando Clint, aqui vemos Clint lidar com as consequências de estar incapacitado fisicamente e pelo roteiro de impedir Natasha de pular o penhasco. Vemos o lado mais humano deste personagem, que se manteve nas sombras, além de vermos o lado mais paternal, tanto para seus filhos, que traz o sentimento de culpa pelas suas atividades como Hawkeye, quanto para Kate, sua protegida.

Mas a série é safa no quesito de brincar com a história. Comentamos em nossa cobertura nas redes sociais do Geek Antenado que a série foi vendida como a série do Vingador arqueiro, mas a série em si tem um foco inicial muita em Kate, e na origem da nova Hawkeye. Em inglês, até que faz sentido essa brincadeira, uma vez que o termo não tem gênero. Aqui preciso exaltar a excelente escolha por Hailee para viver Kate. Acho que desde o MCU começou a escalonar, o nome de Hailee saltava toda vez que mencionavam possíveis atrizes e atores para viver os Jovens Vingadores. Hailee era um nome que estava presente em quase todas as listas, e isso foi um acerto certeiro (sem trocadilhos).

Hailee esbanjava carisma e uma sagacidade quando estava em cena, que faz com que fiquemos apaixonados por cada novo detalhe da personagem entregue. Seja sua admiração pelo seu herói, sua personalidade mais jovial, suas brincadeiras, que refletem a personalidade de jovens de hoje em dia. O ditado popular “coube como uma luva” não foi mais bem usado em qualquer outra produção que adapta uma história de outra mídia antes.

Além de Hailee, precisamos falar da escolha de Maya, que viverá a heroína Echo em sua série. Já tivemos a primeira personagem com deficiência introduzida em Eternos, mas lá, era uma deficiente Auditiva, e aqui, Alaqua Cox além de ser a primeira atriz com prótese na Marvel, ela também é a primeira atriz nativo-americana ela comprovou que tem um magnetismo próprio para chamar a atenção, e ser uma personagem que terá um caminho grandioso pela frente.

Tudo bem que já comentei que as surpresas dos últimos episódios de Hawkeye podem ter sido estragado pela hipersaturação das teorias, vazamentos, e rumores a cerca de Homem-Aranha Sem Volta para Casa, e sinceramente, preferia ser surpreendido, sem qualquer indícios da possibilidade, mas isso não estragou a performance do episódio final, mas que deixa em aberto o final do real vilão da série.

Hawkeye concluiu um ano incrível para Marvel, e depois de WandaVision – não sairá do meu Top 1 jamais – foi a série mais surpreendente em termos de introduzir novos personagens para o futuro da Marvel, além de servir muito fanservice no seu final conturbado e confuso – não foi o dos melhores – além de limpar a imagem do herói que acumulava ódio gratuito mostrando um lado mais humano do personagem, explicando mesmo que por cima, sua amizade com Natasha, e deixando várias conexões que esperamos ver serem desenvolvidas no futuro, além de passar o manto para a nova heroína, mesmo que isso não fique explícito no final da série. E como não há informações oficiais de uma segunda temporada, espero que exista planos para uma segunda temporada, e que ela se transforma em Hawkeye and the Black Widow.

Hawkeye – Gavião Arqueiro

Hawkeye – Gavião Arqueiro
4 5 0 1
É Natal. Para Clint Barton é tempo para curtir sua família, finalmente, depois de anos de serviço como um vingador. Mas o surgimento de alguém vestido como o Ronin acaba destruindo seus planos de final de ano. Tentando proteger Kate Bishop, a jovem que se vestiu de Ronin sem saber do impacto, eles vão se infiltra na máfia de Nova York, enquanto perigos e novos inimigos surgem para acertar as contas com o Gavião Arqueiro.
É Natal. Para Clint Barton é tempo para curtir sua família, finalmente, depois de anos de serviço como um vingador. Mas o surgimento de alguém vestido como o Ronin acaba destruindo seus planos de final de ano. Tentando proteger Kate Bishop, a jovem que se vestiu de Ronin sem saber do impacto, eles vão se infiltra na máfia de Nova York, enquanto perigos e novos inimigos surgem para acertar as contas com o Gavião Arqueiro.
4/5
Total Score
Postagens Relacionadas
Leia Mais

Malévola: Dona do Mal

A era dos live-actions da Disney enfrenta altos e baixos desde seu primeiro filme. Recriar histórias clássicas das…