close button

publicidade

Primeiras Impressões | Insânia

O terror psicológico é um subgênero muito popular que já trouxe inúmeros títulos como O Silêncio dos Inocentes e Um Estranho no Ninho, este último que até ganhou uma série prequela focado na icônica enfermeira Ratched na Netflix. Mas podemos dizer que podemos ter o nosso próprio terror psicológico – com tons sobrenaturais – com a chegada da primeira séries Star+ Original Brasileira Insânia, estrelada pela atriz Carol Castro e que chega nesta sexta-feira. Nós do Geek Antenado já conferimos os dois primeiros episódios e vamos contar o que achamos do início que pode ser uma história tensa e cheia de reviravoltas com o toque brazuca.

Em Insânia, Paula (Carol Castro) é uma investigadora criminal do IML, que passa por uma tragédia pessoal, que a leva a ser internada numa clínica psiquiátrica isolada. Enquanto tenta sobreviver ao tratamento, ela vai desvendando o que acontece nesta clínica, enquanto tenta resolver o último caso que estava envolvida, e que relaciona sua condição e sua estadia na clínica.

Em episódios até que curtos – cada episódio conta com pouco mais de 30 minutos, não passando dos clássicos 40 minutos do formato mais clássico de série estadunidenses – a série demora um pouco para engatar. Em seu primeiro episódio a história se apresenta de forma confusa, com cenas desconexas e acontecimentos sem explicação.

Você se pergunta logo de cara como que Paula para na clínica como num piscar de olhos. Sem contar a narrativa que não é óbvia. Mas isso pode ser a própria construção da série, que evidência a desordem psíquica que a personagem se encontra, e constrói sua história a partir deste aspecto. Que é bem alinhado em seu segundo episódio.

Enquanto o primeiro é uma grande introdução que apresenta os aspectos mais psicológicos da desordem que parece estar acometendo Paula, e introduz superficialmente os personagens, o segundo episódio começa então a revelar alguns pontos bem mais interessantes sobre a clínica, e o misterioso médico que a comanda, além de começar a desenvolver mais detalhadamente os mistérios fora da clínica, como a relação do ex-marido de Paula e seu próprio pai, e a investigação que a melhor amiga e companheira de investigação de Paula, Camila (Rafaela Mandelli) continua a investigar que tem relação direta com a condição de Paula.

Toda a estrutura e inspiração da série remete a grandes clássicos do terror ou suspense psicológico, que já mencionei anteriormente, mas que vale ressaltar novamente: todo o ambiente da clínica lembra muito a estrutura de Um Estranho no Ninho e a segunda temporada de American Horror Story, personagens acabam lembram – até mesmo o visual e motivações – O Silêncio dos Inocentes, e o subnúcleo do médico acaba trazendo a estrutura de Ratched, mas mesmo essas semelhanças elas não passam de inspirações, e que muitos delas passaram a performarem no manual para construir uma história do subgênero, e em Insânia temos uma história que tem a nossa cara, mas que utiliza uma base e uma estrutura conhecida para desenvolver sua história e crescer uma história que flerta com o psicológico a nível mais sobrenatural da narrativa.

Como fio condutor da história, Carol Castro brilha, principalmente no segundo episódio, entregando uma profundidade mais intimista, que é elevada pelos enquadramentos mais fechados em seu rosto, sua dor e seu questionamento sobre o que realmente acontece naquele lugar são o combustível para resistir e lutar para se libertar; já sua postura não revela muito sobre si, e deixa aquela pulga de quem é Paula e o porque ela se tornou alguém de interesse nesta clínica.

Insânia acaba se provando mais quando damos um salto de fé e continuamos a história. Enquanto seu episódio piloto é forte no quesito de chocar, mas é confuso, mas se deva pela condição que a protagonista será levada a acreditar ter uma condição, é no seu segundo episódio que as peças que estavam em caos se unem e começam a mostrar o plano maior e mostrar que ela merece sua atenção, principalmente se você gosta de uma história de terror psicológico com toques sobrenaturais e mistérios numa grande colcha de retalhos que começa a ser costurada pouco a pouco.

Postagens Relacionadas