close button

publicidade

Review: Madden NFL 22 – Para jogadores casuais, vale a pena?

Já fazem alguns anos desde que comecei a jogar o FIFA, jogo de futebol que tenho certo vício desde o FIFA 16. Mas nunca tive nenhum contato com Madden NFL, a franquia de jogos da EA Sports que traz o Futebol Americano para os consoles e computadores. Nesse ano a missão é melhorar a série e trazer mudanças frente ao Madden NFL 21. Claro que conquistar os amantes do Futebol Americano e os jogadores casuais – como eu – também é interessante. Mas será que o game dá conta? Desde o lançamendo do Maddenn NFL 22 estou jogando no Xbox One S, e hoje eu te conto tudo o que achei do game até agora.

Logo no início você define como quer jogar o Madden NFL 22.

Primeiro contato

Eu conheço um pouco das regras do Futebol Americano, mas mesmo se não conhecesse seria muito tranquilo pra se familiarizar. Apesar do jogo não estar traduzido para o português, os controles são simples, intuitivos. O Madden NFL 22 não faz feio, a dinâmica do game é bem rápida e facilita o entendimento.

Comecei escolhendo o nível de dificuldade, estilo de jogo e time favorito (fiz questão do tradicional Arizona Cardinals). Depois de jogar a partida de introdução temos acesso ao menu de criação do avatar, onde você pode personalizar tudo, da aparência ao Shoulder Pad. A partir desse ponto, fica à critério do jogador escolher como continuar, com diversos modos de jogo disponíveis.

Seu avatar pode ser usado nos diversos modos do Madden.

Modos de jogo

A tela inicial do Madden NFL 22 mostra as opções Ultimate Team, Exhibition, Franchise, Face of The Franchise, Superstar KO, The Yard e Championship Series. Cada um desses modos têm suas singularidades. Os modos Exhibition e Face of The Franchise os melhores para quem está começando a se familiarizar com o game.

O visual do Madden NFL 22 foi renovado, com todos os modos de jogo no menu principal.

Modo casual e praticando no Madden

Dentro do “Exhibition” você pode jogar partidas comuns e praticar todos os modos de gameplay. Por ser o meu primeiro contato com o game resolvi começar por aí. Acreditem ou não, é muito divertido e fácil aprender a jogar e se familiarizar com o Madden NFL 22. Com alguns minutos praticando já senti confiança pra jogar partidas tradicionais, e aqui o destaque é a “conexão” com a vida real, ond assim como no FIFA, você joga partidas que vão acontecer na NFL. Vale ressaltar que os resultados da liga influenciam no desempenho das equipes dentro do jogo, mesmo no modo casual.

A próxima partida do Cardinals contra o San Francisco 49ers aparece como opção de jogo no modo casual.

Partidas tradicionais e a mecânica “Momentum”

O “momentum” como o nome já dá a entender, determina o clima da partida em diferentes momentos. Quanto mais você acerta, mais confiante fica o seu time, enquanto o rival fica intimidado e por consequência, mais fraco. Isso pode mudar em qualquer momento da partida, uma vez que mesmo jogando em casa e ganhando, as vezes essa confiança toda fica com o oponente e ele passa a estar no “momentum”, mais forte e deixando o game mais difícil para quem joga.

Vale ressaltar que essa ideia de momentum veio da vida real, onde esse “clima” que favorece uma das equipes acontece em quase todas as partidas da NFL. Foi um acerto da EA transpor isso para o game.

O “Momentum” ajuda jogadores casuais a ganhar no Madden NFL 22.

Modo “Franchise” renovado

O Franchise está de cara nova, a pedido dos fãs, contando com muito mais controle do sistema de progressão, arvores de habilidades, planos de jogo mais objetivos, etc. Se você já jogou fifa ou qualquer outro jogo de futebol, entenda esse modo como um “modo carreira de futebol americano”. Você escolhe jogar como equipe, ditar as regras, ou controlar apenas um jogador e levar sua equipe a vitória. Eu achei que seria difícil jogar, mas mais uma vez, temos um modo super intuitivo! Mesmo quem não está familiarizado com a franquia pega o jeito rapidinho.

Cutscene do modo Face of the Franchise.

Face of the Franchise – O mais divertido

Lembra do Alex Hunter do modo jornada do FIFA? Face of the Franchise traz exatamente a mesma ideia, porém nos moldes do futebol americano. Você monta um player que está se formando na faculdade, define posição, classe e universidade à qual ele pertence e passa a controlar a carreira desse jogador promissor na NFL. Esse “modo história” do Madden é extremamente bem feito, com animações, cutscenes, tutoriais básicos de como jogar futebol americano e a carreira progressiva em si, representando um único jogador e enfrentando as adversidades de sua carreira.

O avatar que você cria no início da gameplay pode ter uma carreira de sucesso em Face of the Franchise.

Ultimate Team como no FIFA?

Esse é um modo que tenho muuita experiência no FIFA, mas que é COMPLETAMENTE diferente no Madden. Tirando, claro, as microtransações, que também estão em toda parte por aqui. Os desafios são seccionados, você começa praticando e vai evoluindo conforme completa as missões, tudo bem fácil. O fã do Madden vai notar que as mudanças do 21 para o 22 são apenas visuais, mas como eu sou novo no game ainda preciso jogar muito mais pra me acostumar com esse modo.

O Ultimate Team merece um post exclusivo que logo aparece aqui no site.

Gráficos e gameplay

Por ter jogado na antiga geração, não posso dizer que são os melhores gráficos do mundo, já que PS5 e Xbox Series oferecem uma experiência mais bonita e mais otimizada. Mas você não vai se decepcionar com isso se, assim como eu, jogar em um PS4 ou Xbox One. O jogo é bonito, teve uma melhoria significativa nas mecânicas (mesmo na antiga geração) se comparado com o Madden NFL 21 e me surpreendeu muito nesse aspecto. A trilha sonora é o que estamos acostumados se tratando da EA: Músicas sensacionais, de artistas famosos ou pouco conhecidos, mas que compõem o game melhorando a experiência e permitindo passar horas sem necessariamente estar dentro de uma partida, seja gerenciando sua equipe ou abrindo packs no ultimate team.

A gameplay te dá liberdade de comemorar como quiser o seu Touchdown.

Madden NFL 22 vale a pena?

Como eu falei lá em cima, esse foi o meu primeiro contato com um jogo de futebol americano, e eu não vou mentir pra você amigo: O jogo é mais legal do que eu poderia imaginar. Claro que é um game de nicho, quem esta familiarizado com o Madden basicamente vai notar uma melhoria nos modos, inclusive com a volta do “The Yard”, que funciona como um FIFA Street do Madden, assim como o Superstar KO que permite jogar com regras alternativas. O jogador casual que curte NFL, futebol americano ou mesmo jogos de esportes e já está familiarizado com outros games da EA vai muito facilmente aprender a jogar e até mesmo se viciar no jogo.

Pack inicial do Madden NFL 22.

Os pontos mais negativos pra mim foram a ausência de um tutorial básico pra quem tem o primeiro contato com o jogo (apenas entrando no modo Face of the Franchise você consegue esse tutorial) e a falta do português brasileiro, erro grave. Apesar do futebol americano não ser muito popular no Brasil, atrai muitos fãs brasileiros que podem ter dificuldade pra lidar com os comandos táticos e estratégias em inglês.

Eu recomendo o Madden a quem gosta desse nicho, mas atualmente os preços são um pouco salgados. Antes de finalizar a compra é bom testar as 10 horas de gameplay que a EA disponibiliza através da assinatura do EA Play, por R$19,90. O jogo está disponível por 299 reais no PS4 e no Xbox One. Já no PlayStation 5 e no Xbox Series X ou S você paga R$339, e 249 reais na Steam ou no Google Stadia.

DICA: Se você possui o Xbox Game Pass Ultimate, a assinatura do EA Play está incluída e por lá você pode testar o Madden NFL 22 DE GRAÇA!

Postagens Relacionadas