close button

publicidade
conheça Virkadaz - livro de ficção cientifica nacional

Literatura Brasileira | Conheça Virkadaz livro de sci-fi de Renata Dembogurski

Publicado pela Editora Inverso, Virkadaz é uma das novas apostas da Ficção Científica na Literatura Nacional. E iremos enaltecer escritores brasileiros sim, porque temos grandes livros que são ótimos, mas que as pessoas desconhecem – porque tem aquela péssima mania de dizer que a literatura brasileira não é boa. Mentira!

Inclusive, já adquiri o livro pela Amazon e está sendo uma grande experiência, então vamos compartilhar ele por aqui sim, pois esse livro merece reconhecimento.

E se, de repente, em meio a todo o caos, você descobre que é possível deixar essa realidade? Não por mágica, mas por meio do mesmo mecanismo que torna possível sua TV de LED: os saltos quânticos. A verdade é que diversos dispositivos digitais da atualidade — computador, smartphone, câmera e tablet — dependem da física quântica ou física das possibilidades. Com base nestes mesmos princípios, você poderia acessar realidades alternativas.

É o que fizeram Zuwi e seus amigos no livro Virkadaz. Esta história instigante aborda de forma original teorias quânticas, rachaduras do tempo, mundos alternativos e desconhecidos. Mescla em uma fantasia temas científicos como justificativa para a provável existência de um universo muito maior do que o conhecido.  O leitor acompanha Zuwi que mora com a mãe e nutre várias dúvidas sobre a morte do pai em um acidente misterioso.

Em seu aniversário de 14 anos, Zuwi é sugado para uma realidade cheia de vilões perigosos e eventos surreais. Perseguições e adrenalina têm como cenários bibliotecas do tamanho de cidades, locais incolores e terríveis antros do mal. Tanto quanto em livros como His Dark MaterialLugar Nenhum e O Homem do Castelo AltoVirkadaz mexe com a possibilidade de multiversos (os fãs da Marvel pira aqui!)

Renata Dembogurski utiliza os conceitos mais inusitados do mundo atômico, que se comporta de maneira desafiadora, mas que estão presentes na rotina para embasar o enredo. Com isso, traça uma linha tênue entre o real e o imaginário.

E, afastando-se dos termos técnicos, a autora lança mão de neologismos “fora da caixinha” como plix, plixar, index e scrats. Palavras criadas para aproximar a narrativa dos jovens com uma aventura perspicaz em um multiverso cheio de personagens irreverentes e corajosos.  Em Virkadaz infinitas possibilidades se abrem para Zuwi. A cada escolha, novas variáveis se desdobram.

Eu estou adorando a experiência e logo mais trarei resenha do livro! Então corra, adquira o seu livro e viva essa experiência maravilhosa, e você ainda ajuda a fomentar nosso mercado editorial que está precisando urgentemente de movimentação, além é claro de viver uma aventura e tanto!

Postagens Relacionadas