close button

publicidade

Crítica l Patrulha Canina – O Filme

Procurando uma opção para levar as crianças de volta ao cinema? Talvez você deva considerar a estreia da Patrulha Canina nas grandes telas! Com seu primeiro episódio exibido em 2013, a turma de filhotes estão agora em uma aventura em um novo lugar e temos até mesmo uma nova personagem.

Confira o que achamos da animação que chega aos cinemas no próximo dia 09 de setembro e traz uma premissa interessante. Ainda não foi divulgado se o filme deve chegar ao HBO Max.

ATENÇÃO: O ARTIGO A SEGUIR PODE CONTER SPOILERS.

Patrulha Canina em um novo local

Se você tem filhos ou sobrinhos com menos de 5 anos em casa, com toda certeza já deve ter ouvido falar dessa turma de filhotes que caiu no gosto da garotada. Comandados por Ryder, os pequenos cães Chase, Skye, Rubble, Marshall, Rocky e Zuma trabalham como verdadeiros brigadistas na Baía da Aventura, ajudando moradores em diversas situações.

Já para a estreia das grandes telas, até chegamos a ver este cenário no começo do filme, mas tudo se desenvolve em um local com nome parecido: Cidade da Aventura. O ex-prefeito da Baixa da Névoa e rival da prefeita do local onde a Patrulha Canina trabalha, agora comanda este lugar. E assim como na série animada que é transmitida na televisão, desempenha um mal trabalho. É aqui que nossa amada turma de filhotes entra em ação.

Foi legal ver algo diferente depois de oito anos desde a estreia do desenho. A troca de local para as aventuras foi feita de quase forma natural, onde cada detalhe é apresentado sem pressa. O que faz sentido, uma vez que o principal público da Patrulha Canina é infantil e mudanças drásticas provocariam erros no entendimento da história.

Primeiros minutos do filme da Patrulha Canina

Os primeiros minutos do longa-metragem mostram a Patrulha Canina fazendo o que melhor sabem: resgatar pessoas na Baía da Aventura. Provando que o trabalho em equipe sempre é o melhor elemento, o começo do filme mais parece um episódio que todos já assistimos várias vezes.

A aventura realmente começa com a nova integrante da Patrulha Canina e vamos falar mais sobre ela em uma parte especial desta crítica. Ryder e seus filhotes então são chamados para uma missão especial na Cidade da Aventura, onde como dissemos anteriormente, o prefeito Humdinger está causando confusões para os cidadãos.

Patrulha Canina
Filme da Patrulha Canina traz novo cenário, nova personagem e muita aventura

Além de uma renovação de cenário, a Patrulha Canina também ganhou um novo quartel general na Cidade da Aventura.

Temos uma piada do líder da turma quando o mesmo é questionado sobre onde arrumou dinheiro para investir em um novo quartel general e a resposta é: “produtos licenciados da Patrulha Canina, isso vende como se fosse água”. Se você é pai, mãe, tio ou tia de uma criança que assiste a turma de filhotes, com certeza se identificou!

A aventura se desenrola muito bem e apesar de serem uma equipe, cada um consegue ter seu espaço. Nenhum dos pequenos pets passam despercebidos e aqui, temos um ponto positivo para Callan Brunker, produtor e roteirista do longa-metragem.

Os desafios do filhote da Patrulha Canina para vencer seus medos

Um dos principais nomes do desenho que é exibidos em diversos canais, aqui temos o filhote Chase enfrentando seu passado, apesar de não ter tanta idade. Acontece que a Cidade da Aventura, cenário onde a história se passa, é o local onde Chase foi abandonado e encontrado por Ryder. Isso quando ainda tinha apenas alguns dias de vida.

Voltar para este local que causou um verdadeiro trauma é difícil e em cerca de três momentos, o filhote deixa de ser aquela imagem forte que vemos nos desenhos para conseguir realizar os salvamentos na Cidade da Aventura sem lembrar dos momentos ruins.

Mesmo que o filme não seja focado apenas neste personagem, a ramificação acontece muito bem e aqui. Conseguimos ver que a amizade e confiança de seus amigos é um dos elementos mais necessários para acabar com os problemas.

A história de Chase é contada e apesar de ser o líder da Patrulha Canina, conseguimos ver que nem sempre, os personagens mais fortes são livre de traumas. E tudo contado de uma forma muito simples e tocante.

Desenvolvimento

Produzir e lançar um filme de um desenho que sempre foi exibido em poucos capítulos pode ser um grande desafio para os produtores. Mas a equipe que trabalhou no primeiro filme da Patrulha Canina fez isso da melhor forma possível.

Durante cerca de uma hora e dez minutos, não há um só momento que a história fica maçante. Os filhotes trabalham durante todo o longa-metragem e as ações do prefeito Humdinger na Cidade da Aventura, este que é fissurado por gatos, nos fazem rir e ficar de olho na tela durante todo o filme.

Aventura é o que não falta no filme da Patrulha Canina!

Humdinger, que já apareceu em diversos episódios da série animada, tem o desejo de trazer a aventura de volta para o local de onde agora é prefeito. A ideia seria muito bem aceita por conta de dois motivos: todos os cidadãos são colocados em perigo e os cachorros da cidade são presos devido a Humdinger gostar mais de felinos do que dos caninos.

A história começa a ficar ainda melhor quando uma máquina usada para sugar as nuvens começa a ser usada de forma indevida. Tudo acaba sendo resolvido no final do filme por Skye, a única filhote de toda a turma até agora.

Liberty, a nova personagem que foi dublada pela ex-Rouge Aline Wirley, dá um show em praticamente todo o filme e se destaca como uma das principais personagens. Apesar de não ser uma membra oficial da Patrulha Canina até o final do filme.

Liberty: a personagem que veio para ficar

Além de colocar toda a Patrulha Canina para se aventurar em uma nova cidade, também conhecemos uma nova personagem no primeiro filme da turma de filhotes exibido nos cinemas. Liberty, que foi responsável por chamar os pequenos pets para ajudar os cidadãos da Cidade da Aventura, aparece nos primeiros minutos com uma simpatia que conquista até mesmo os adultos que estão na sala de cinema.

Durante todo o longa-metragem, a personagem se faz mais do que essencial em diversos momentos e é esperado que ela apareça em mais episódios da série animada. Os produtores acertaram em introduzir Liberty em um filme, pois aqui, fica mais fácil explicar a origem da filhote e como ela entrou na Patrulha Canina.

Nova filhote deu show de simpatia em praticamente todo o filme

A personagem foi dublada por Aline Wirley, que ficou famosa depois de participar do grupo musical Rouge e sua simpatia colaborou para que Liberty nos conquistasse em menos de 30 minutos.

Também temos outras vozes conhecidas no filme: Ceará e Lucas Veloso. Aproveite para conferir nossa matéria especial sobre o anúncio da dublagem do longa-metragem do filme da Patrulha Canina.

Vale a pena ir ao cinema para assistir ao filme da Patrulha Canina?

Depois de cerca de uma hora e dez minutos dentro do cinema, tenha certeza de que as crianças que estiverem com você sairão satisfeitas. A história contada no longa-metragem é de ótima qualidade, assim como as animações não deixam a desejar. Quem sabe, uma duração maior deixaria a obra perfeita.

Todos os elementos e boa parte dos personagens que estão na série animada de TV fazem pelo menos uma aparição no filme, o que contribui para que ninguém seja deixado de lado. Dessa forma, podemos afirmar que o longa-metragem cumpre o que promete e pode tocar até mesmo os adultos que estão na sala.

Esta é uma boa opção para levar os pequenos de volta ao cinema após tanto tempo, onde uma história que envolve amizade, aventura e amizade será contada sem muitas enrolações. Não deixe de assistir a estreia da Patrulha Canina nas grandes telas a partir de 09 de setembro.

Patrulha Canina – O Filme

Patrulha Canina – O Filme
4 5 0 1
Os filhotes amados por toda a garotada estreiam nos cinemas trazendo novos personagens, cenários e diversos novos desafios.
Os filhotes amados por toda a garotada estreiam nos cinemas trazendo novos personagens, cenários e diversos novos desafios.
4/5
Total Score

Postagens Relacionadas