close button

publicidade
LIVROS PARA LER NO INVERNO

Estações | 08 livros para ler no Inverno

Dia 21 oficialmente começa a estação mais fria aqui no hemisfério sul, e seja com um café, chá ou chocolate quente, nada é melhor do que curtir um bom livro debaixo das cobertas. Então pensando nisso, selecionamos aqui 08 livros para aquecer o coração nesse inverno, que começa na próxima segunda e segue até dia 21 de setembro! Rola pra baixo!

Inteligência do Coração

Alguma coisa mágica acontece quando escolhemos ouvir nosso coração.” Estar com o coração puro e sintonizado é a premissa para acessarmos a frequência dos milagres em nossa vida. No entanto, raramente estamos conectados com essa inteligência sutil, porque vivemos numa era onde estamos mentalmente perturbados e usamos a razão para buscar todas as respostas que procuramos. Neste livro, você vai compreender que tudo de que precisa está dentro do seu coração. A autora compartilha 108 lições que vão ajudar você a acessar essa inteligência infinita de uma maneira simples e leve. Ao utilizar esse poder, você conseguirá efeitos surpreendentes no seu corpo, na sua realidade externa e na materialização dos seus sonhos.

Crônicas de uma pandemia

Neste livro, o autor nos presenteia com um panorama sociocultural contemporâneo que combina viagens e experiências cotidianas permeadas por reflexões bem-humoradas sobre a condição humana. São crônicas que interpretam o mundo de uma forma peculiar, um retrato do mundo atual – e passado – lapidado pela escrita fluente e aconchegante desse cronista. Ao longo deste livro, Gustavo passeia por diversos países. Mas essas viagens são apenas o ponto de partida para uma viagem muito mais profunda ao que nos torna essencialmente humanos. Qualquer detalhe que lhe chame a atenção pode ser a faísca que acenderá uma reflexão sobre economia, ciência, política, tecnologia, sociedade ou qualquer outro conceito que criamos para compartimentar nossa experiência por aqui.

Trono de Cangalha

O que você faria se a miséria e a violência fossem uma constante em sua vida? Se a sua mãe precisasse se prostituir para que você não morresse de fome? Você lutaria para mudar esta realidade, ou se conformaria com o destino que lhe fora sentenciado? Até que ponto você seria capaz de chegar? Em Trono de Cangalha, os seus paradigmas serão alongados até os confins do imaginável. Você se deleitará com uma linda história de amor, de superação, uma saga que mescla a nobreza de valores humanos com os mais viscerais instintos de sobrevivência. Mas não se engane! Isso aqui não é um conto de fadas. Você também será abduzido, extraído da sua zona de conforto e colocado à beira de um precipício mental.

O Eu sensível

De um modo geral as pessoas encontram dificuldades quando o assunto é sentimento. Na realidade a grande maioria não sabe nomear o que sente, porque desde criança somos ensinados a reprimir o que sentimos. “Chorar é para os fracos”, “Sentir raiva é feio”, “Inveja? Eu não tenho esse sentimento”, “Sentir medo é para covardes”, etc. A partir de uma pesquisa com cem qualidades de sentimentos, a autora convida o leitor, sob a forma de exercício, a uma conexão consigo mesmo. Neste livro, Beatriz Breves nos alerta sobre a necessidade de resgatarmos o “sentir”, que foi suprimido pela “razão”.

Lumen Há

Por meio de poesias, a obra transborda sentimentos e reflexões sobre os recomeços e renascimentos que cada fase da vida impõe. Lumen Há desperta no leitor o desejo de conhecer e reencontrar-se consigo mesmo. Sentados ao redor do Fogo, há séculos sacralizamos a vida: cantando dançando, proseando, oramos. Aconchegando nos uns aos outros, tocamos e trocamos a POESIA de existir.

Raízes – a força da minha origem

Ambientado nos anos 70 na Bahia, o romance narra a história de um rapaz que viveu a infância e adolescência no meio rural sem poder ir para a escola. A perseverança do protagonista torna a trajetória um exemplo para quem, com amor e bons princípios, encara as mais duras lutas. História de superação e amor. Livro interativo em que o leitor participa da história por meio de desenhos, pinturas, escrita, reflexões. Aborda temas relevantes como: gratidão, respeito, coragem, determinação, valorização de nossa origem (raízes), de tudo o que temos e das coisas simples do dia a dia. Uma leitura para todos os públicos que tem emocionado devido ao resgate de memórias significativas do passado e de atividades que há muito tempo não faziam (como desenhar e pintar, por exemplo).

Contos de Awnya: RAVEL

E se você fosse o seu maior inimigo? Esta é a grande questão de Ravel, um talentoso mago que desenvolveu intolerância à magia. Toda vez que conjura um encantamento ou um feitiço o seu corpo sofre graves consequências, pondo em risco a sua própria vida.
Entretanto, foi em uma de suas crises provocadas pelo uso insistente da magia, que descobriu uma possível solução para a sua condição. O problema é que o caminho escolhido poderá guiá-lo para a destruição antes mesmo da resolução!

D’angelo – O Viajante de Conca

D’Angelo – O Viajante de Conca é um romance de época que se passa na Itália, em um cenário entre Milão e a Costa Amalfitana.
Depois de perder a mulher e a filha, o único motivo de viver para Matteo é seu filho de catorze anos, enquanto mantém sua loja de roupas finas.
O tempo passa e o destino conduz Valentine à loja de Matteo para comprar um vestido. De imediato eles sentem como se conhecessem de outras vidas e passam a se comunicar constantemente. A atração entre os dois aumenta de forma intensa e se transforma em um amor que traz novas perspectivas para a vida de Matteo. Porém entre eles existe a distância. Morando em Milão e cuidando das lojas, ele ainda não pode deixar os negócios nas mãos do filho que ainda é muito jovem. Ela vivendo em Conca dei Marine, na Costa Amalfitana, é dona de um hotel e precisa estar no comando de seus negócios. Ele passa a visitá-la com certa frequência, mas seriam essas viagens suficientes para manter aquele amor?

Quais deles vocês se animaram para ler? Comente aqui em baixo! E não deixe de conferir outras de nossas indicações.

Postagens Relacionadas