close button

PUBLICIDADE

Lista | Episódios de Love, Death and Robots que facilmente vivariam filme ou uma série

Nesta sexta-feira (14 de maio) a Netflix lançou o segundo volume da série de curtas animados Love, Death and Robots, que traz pequenas histórias sobre amor, morte e robôs, com estilos de animações diferentes, e que não tem limitações para criar seus mundos e personagens.

Composta por oito episódios, o segundo volume chega dois anos após a estreia da primeira, que já conta com 18 episódios, e traz reflexões profundas, além de histórias tão ou mais inspiradoras e cheias de adrenalina, que facilmente, se a Netflix quisesse, poderia expandir o universo construído em menos de 20 minutos, e criar um filme ou uma série, e explorar ainda mais as nuances de cada personagem, ou trama.

Nesta lista trago alguns episódios da primeira temporada, que facilmente se tornaria um filme, ou uma série explorando e expandindo mais o universo construído na antologia animada.

Os Tres Robôs

O primeiro episódio da primeira temporada já nos apresenta bem o que a série está se propondo: explorar os limites da sociedade, e misturar tragédia, comédia, drama e muita ficção científica.

No episódio, conhecemos três robôs amigos, que vagam pela Terra devastada e abandonada pela humanidade, lembrando muito os cenários de jogos pós-apocalíticos – em especial, The Last of Us – enquanto se questionando como era na época que os humanos reinavam soberanos pela Terra, agora que não existe mais nenhum.

O episódio traça um teor cômico na relação dos robôs, que se mostram curiosos pela história que aquelas cidades abandonada podem contar, além de brincar com esteriótipos atuais impressa nas personalidades de cada um dos robôs, até eles encontrarem um gato, que se junta a jornada deles.

A surpresa fica no final quando descobrimos mais oh menos o que aconteceu com os humanos, e o que levou a ruína deles, questionamento que ficamos fazendo a todo momento que uma nova informação é adicionada pelos robôs.

Esse episódio facilmente se assemelha com uma história bem conhecida de muito: Wall•E, da Disney, mas diferente do fantástico mundo da Pixar, que os humanos ainda existem, em um filme essa história poderia trazer questionamentos sobre os erros da humanidade, o perfil destrutivo dos homens e sua sede por se tornarem “deuses” de uma sociedade, e brincar com arquétipos humanos em robôs que normalmente são incapazes de expressar sentimentos ou profundidade em ações que são bem humanas. O episódio ainda tem várias críticas a sociedade atual que faz refletir.

A Vantagem de Sonnie

Um dos meus episódios favoritos, em A Vantagem de Sonnie somos abruptamente inseridos no submundo de lutas clandestinas de criaturas geneticamente modificadas, que são conectadas psiquicamente com um humano. Neste episódios, conhecemos Sonnie, a única mulher que compete neste esporte, e sua equipe, quando ela é abordada por um magnata que oferece grana para ela entregar a partida. Porém, ela se nega, e conhecemos um pouco da personagem:

Antes de entrar neste mundo, Sonnie fora cercada por homens, abusada e teve seu rosto desfigurado, e ela encontrou na luta uma forma de se vingar de todos que abusam de mulheres. Ela ganha, como bem esperado, numa batalha épica de criaturas bestiais, mas a surpresa está no final, quando descobrimos a verdadeira vantagem que Sonnie tem toda vez que ela entra numa arena.

Com uma mistura de Gigantes de Aço com Círculo de Fogo, o episódio ainda traça uma semelhança com o xenomorfo da franquia Alien – O 8º Passageiro, e é um episódio carregado de discursos encontrar sua força após um trauma, além de ter uma protagonista carismática em sua personalidade introspectiva e fechada, que ativa a curiosidade para conhecermos mais deste mundo onde criaturas bestiais existem, e algumas são usadas como gladiadoras.

Proteção Contra Alienígenas

Esse foi uma grande surpresa, e positiva. No episódio Proteção contra Alienígenas conhecemos uma comunidade de fazendeiros como qualquer outra. Alguns cultivam grãos, outros gados. Mas o que diferencia eles para ser uma animação de Love, Death and Robots é que eles protegem sua comunidade contra Alienígenas que vivem tentam entrar na redoma e matar tudo e todos.

O episódio quando revela o lado mais Robot, se torna uma história frenética de proteção, quando vemos os três protetores desta comunidade tentando impedir que os alienígenas consigam ultrapassar a barreira, a acaba com a sociedade humana.

Este episódio está presente nesta lista pois seria a ideia de uma produção seriada mais conforto, aquela produção que assistimos para passar o tempo, que não precisa ser tão complicada – mesmo uma colônia de fazendeiros cercados por alienígenas comedores de carne. Focar na história desta comunidade que vira e mexe está tentando impedir a invasão, pode ser até uma história clichê de um filho de fazendeiro que quer mais do que produzir insumos num planeta infestado de alienígenas, ou apenas uma versão Downton Abbey na fazendo espacial, ou até mesmo uma expansão de uma história já conhecida, que é Um Lugar Silencioso, mas tirando a questão do silêncio e inserindo o domo de Under the Dome.

Metamorfos

Lobisomens são as criaturas mitológicas e sobrenaturais mais utilizadas nas produções cinematográficas e seriadas. E lógico, que uma animação que não tem um limitador de sua criatividade usaria eles. Em Metamorfos conhecemos um grupo militar pacifista que é atacado por atiradores. Porém, neste comboio existem dois soldados especiais: eles são lobisomens.

Utilizando suas habilidades adquiridas pela maldição, eles ajudam a reconhecimento, rastreamento, além de serem mais fortes, mais ágeis e terem fatores de cura, que ajudam nas missões. Porém, após salvarem a comitiva, vemos que sua presença neste grupo não é bem aceita, e eles acabam sofrendo racismo por serem de uma espécie diferente. Mas por mais que eles sofram esse ódio, eles continuam ajudam a não ter nenhuma baixa do lado deles, e impedir que terroristas causem mais caos.

Até o momento que o protagonista descobre que existe outro lobisomem do lado oposto, e que ele acabou matando seu amigo e também lobisomem, o que força o protagonista a buscar vingança.

As cenas são as mais realistas da temporada inteira, e a transformação se equipara a transformação em Hemlock Grove, mas o que torna essa história interessante, é o fato de inserir uma história onde lobisomens são raros, mas de conhecimento geral da população mundial, e até outras criaturas, e como é essa interação e integração destas criaturas na sociedade, que uns apoiam e defendem, e outros como acontece no episódio, os tratam com violência verbal e psicológica.

Uma série que explorasse essa dinâmica traria mais discussões sobre diferentes raças conviverem em harmonia, além de levantar excelentes pautas sociais.

Boa Caçada

Com toda a certeza Boa Caçada é o meu episódio favorito da série, seja por sua história poderosa, o estilo de animação meio híbrido entre animação ocidental com oriental, personagens cativantes e uma mitologia e mundo tão interessante que os pouco mais de 15 minutos de duração do episódio em si, não é o bastante.

Na história conhecemos pela perspectiva do filho do caçador o mito da Huli Jing, uma entidade chinesa feminina que assume a forma de uma raposa. Na história, conhecemos a bela amizade entre o filho do caçador e a filha da Huli Jing que está sendo caçada, com o filho escondendo do pai essa aproximação. Após a morte do pai, a amizade fica mais forte, mas eles enfrentam uma nova ameaça: os colonizadores ingleses.

Com um estilo steampunk, o episódio traz a reflexão do colonizador versos a nação colonizada, e a perda da magia presente nesta terra, e como a Huli Jing começa a perder sua forma de raposa com o tempo. Até o ponto que, para sobreviver, ela precisa fazer aquilo que sua espécie era acusada de fazer: encantar homens e usar seu corpo para continuar viva. Mas por mais que tenha se adaptado, ela acaba sofrendo ainda mais quando um de seus contratantes dopa ela e a transforma numa andróide, substituindo várias partes de seu corpo por máquina.

Apesar da história ser narrada do ponto de vista do filho do caçador, que também se adapta e cria máquina incríveis, a história é sobre a Huli Jing, e como ela perde sua identidade com a modernidade, tendo que regredir sua essência para a imagem que os homens tinha de sua espécie, e então perder o direito de seu corpo.

O estilo de animação aliado a elementos steampunk dão a este episódio uma beleza cheia de camadas, já que adiciona o místico e o fantástico em pequenas doses, e em uma produção maior, um filme ou uma série limitada, explorando a perda da magia e tradições antigas, para a modernidade do colonizador, a questão do colonizador sobrepor a identidade do nativo, a luta pelo direito do corpo, seriam uma obra prima de história e produção.

Menções Honrosas

Além destes episódios, gostaria de ressaltar outros episódios que são tão bons, mas que ficaram de fora:

  • Para Alem da Fenda de Áquila traz uma mistura de Perdidos no Espaço com nuances de terror de Alien, que deixa questões sobre como a tripulação foi parar naquele setor, ou porque aquelas criaturas são tão benevolentes;
  • Era do Gelo é o único que traz personagens humanos interagindo com a animação. Um jovem casal acaba de se mudar, e no novo apartamento tem uma geladeira antiga que será removida em breve, mas quando eles abrem o freezer, eles descobrem uma pequena sociedade que está evoluindo em rápida velocidade. Observando como a sociedade daqueles humanos se evoluiu, eles ficam encantados até que no final do dia, tudo desaparece. Mas no dia seguindo, uma nova civilização se inicia;
  • Sugador de Alma tem uma animação bem estilizada em formas geométricas, e brinca com a Morte mais do que os outros, ao inserir o mito do Conde Drácula quando uma expedição contrata mercenários para explorar uma tumba;
  • A Testemunha, que é a principal cara da série, brinca com a perspectiva e o ciclo em uma sucessão de ações de uma testemunha que tenta fugir de um suposto assassino, quando se repete no dia seguinte, alternando a testemunha e o assassino a cada novo dia, brincando com o efeito Dia da Marmota;
Postagens Relacionadas