close button

PUBLICIDADE

Felicidade Por um Fio

Baseado no livro de ficção feminina de Trisha R. Thomas, a adaptação cinematográfica de Felicidade Por um Fio para Netflix segue a vida de Violet Jones (Sanaa Lathan), uma mulher que parece ter de tudo. Violet tem o namorado perfeito (Ricky Whittle), que também é médico e tem uma carreira de sucesso em Marketing. O cabelo de Violet também é penteado e impecável, então ela está vivendo sua melhor em todos os sentidos.

No entanto, quando as coisas começam a desmoronar lentamente, o namorado e a carreira ficam comprometidos e as coisas não estão indo tão bem quanto planejado para a pobre Violet. Ela faz uma visita improvisada a um salão de cabeleireiro local e quando o relaxante é mantido em seu cabelo um pouco demais, não apenas a vida de Violet desmorona, mas também suas tranças e seu mundo vira de cabeça para baixo. Violet primeiro tenta encobrir o contratempo do salão usando extensões de cabelo e perucas, mas depois ela decide raspar completamente e virar uma nova pessoa.

Felicidade Por Um Fio usa a relação de Violet com seu cabelo para conectar-se à sua relação com a feminilidade, apresentação e autenticidade. Ela acredita que sua beleza, comportamento e sucesso profissional a tornam a mulher perfeita e, o mais importante, pensa que isso será o suficiente para ganhar uma proposta de seu namorado quase médico Clint, que nunca chega.

O longa é uma comédia romântica que não é exatamente inovador ou diferente, exceto pelo fato de que a protagonista usa sua coroa sem pêlos com orgulho. No entanto, isso envia uma mensagem impactante de como as mulheres negras se veem além dos ideais eurocêntricos em torno da beleza e como isso deve ser. Violet é mais do que seus cabelos ou a feminilidade que impõe a si mesma, e ela descobre que sair dos limites das expectativas de sua mãe e do carinho sem brilho de seu namorado por ela – é o que ela precisava o tempo todo. Ela é uma mulher que merece mais do que a mão que a vida lhe deu. Violet faz mudanças ousadas em sua vida que mudam o curso de sua jornada para sempre.

Porém há um feminismo estranhamente regressivo que impulsiona a jornada de Violet e critica quase ironicamente seu comportamento. Ela é punida pela história por pedir uma salada, por usar salto alto para sair, por esperar um pedido de casamento do namorado. Tudo isso está “errado” na narrativa, mas por quê? É um feminismo estranhamente regressivo que equipara o comportamento “feminino demais” à falta de liberdade e autoconfiança. “O que os irmãos querem é uma mulher que seja real”, Will diz a Violet, como se os comportamentos anteriores fossem emblemáticos de sua falta de autenticidade (??).

No fim Felicidade Por um Fio é um filme que trás uma boa mensagem, mas que poderia ter sido melhor explorada ainda mais com um público que realmente tem muitas questões apresentada no filme. O que no fim é acaba sendo um pouco decepcionante principalmente quando vemos que são mulheres negras que estão à frente do programa.

Felicidade Por um Fio

Felicidade Por um Fio
3 5 0 1
A comédia romântica conta a história de Violet Jones, uma publicitária perfeccionista além da conta, que não se permite errar. Desiludida no amor, ela começa uma fase real de autoconhecimento e o marco disso tudo é quando, por um erro químico capilar, acaba raspando o cabelo.
A comédia romântica conta a história de Violet Jones, uma publicitária perfeccionista além da conta, que não se permite errar. Desiludida no amor, ela começa uma fase real de autoconhecimento e o marco disso tudo é quando, por um erro químico capilar, acaba raspando o cabelo.
3/5
Total Score
Postagens Relacionadas