close button

PUBLICIDADE

Fratura

Fratura

Fratura nos conta a história de Ray Monroe (Sam Worthington), pai de família viajando junto de sua esposa (Lily Rabe) e filha pequena. Quando fazem uma parada na viajem, Peri (Lucy Capri) sofre um pequeno acidente ao cair de uma certa altura, e provavelmente fraturou o braço. Ray resgata sua filha e dirige loucamente e o mais rápido possível para o hospital mais próximo. Lá, o médico sugere que pela queda a menina faça uma tomografia para garantir que está tudo bem.

Assim, mãe e filha vão juntas ao laboratório para fazer tal procedimento enquanto Ray espera no saguão. O pai de família acaba dormindo esperando esposa e filha. Porém, ao acordar descobre que ambas não estão mais no hospital, e começa uma busca ensandecida por sua família.

O filme é tão impactante e tão bem contada que se torna dificil falar dela de um ponto de vista tecnico, logo após assistir, porque não é só uma história, é uma experiência. Enquanto acompanhamos o caminho de Ray em busca de sua família, enquanto tudo em sua volta é questionado, nos vemos torcendo por ele, e acreditando em sua versão de realidade. A visão que o longa nos dá nos direciona a esse pensamento.

Fratura apresenta uma experiência em primeira pessoa sobre como pode funcionar a mente de uma pessoa que sofre de estresse pós traumático, a negação da realidade, e o inicio da insanidade. Fratura ilustra o que a mente é capaz de fazer para tentar se proteger de um trauma.

O suspense segue uma proposta de reviravoltas: ora o espectador acredita na versão que a clínica está, de fato, ocultando a família Monroe, ora começa a desconfiar da loucura do homem. A intenção é, simultaneamente, confundir e ajudar, convidando o espectador a criar teorias para tentar desvendar o mistério em conjunto com o protagonista.

Ray acredita que os funcionários públicos formam uma rede de sequestradores que vendem órgãos para o mercado negro. Quase o tempo todo em tela, Worthington mantém uma interpretação segura mesmo nos momentos mais dramáticos, principalmente no terceiro ato, que tem um plot twist atrás do outro. Em grande parte da trama, seu personagem insiste em convencer as pessoas pelos corredores do hospital do que realmente teria acontecido.

Com um final surpreendente, onde a versão real dos acontecimentos começam a ser revelado, faz com que o filme seja não apenas uma surpresa, mas uma grande revelação sobre o real proprósito do filme, que não é apenas nos contar uma história, mas também revelar o ponto de vista de uma pessoa mentalmente instável. Com base na paranoia, alucinação, teoria da conspiração e até trazendo um pouco de crítica social, Fratura propõe um bom jogo de perspectivas como entretenimento.

Fratura

Fratura
5 5 0 1
Na volta de um tenso feriado com os sogros, Ray Monroe encosta o carro em uma área de repouso com a esposa Joanne e a filha Peri. A viagem tem uma sinistra reviravolta quando Peri sofre um acidente, e a família tem de correr para um pronto-socorro gerido por uma equipe com intenções dúbias. Peri é levada para fazer um exame, acompanhada por Joanne, e as duas desaparecem, assim como todo e qualquer vestígio de sua estada no pronto-socorro. Agora, Ray vai embarcar em uma desesperada corrida para encontrar a família e descobrir a verdade por traz do desaparecimento.
Na volta de um tenso feriado com os sogros, Ray Monroe encosta o carro em uma área de repouso com a esposa Joanne e a filha Peri. A viagem tem uma sinistra reviravolta quando Peri sofre um acidente, e a família tem de correr para um pronto-socorro gerido por uma equipe com intenções dúbias. Peri é levada para fazer um exame, acompanhada por Joanne, e as duas desaparecem, assim como todo e qualquer vestígio de sua estada no pronto-socorro. Agora, Ray vai embarcar em uma desesperada corrida para encontrar a família e descobrir a verdade por traz do desaparecimento.
5/5
Total Score
Postagens Relacionadas
Leia Mais

Years & Years (1ª Temporada)

O futuro sempre foi assunto para o entretenimento. Imaginar como seria daqui cinco, dez, vinte, cinquenta, cem anos…