close button

PUBLICIDADE

NiNoKuni (2019)

Eis que foi uma surpresa saber que NiNoKuni é um filme adaptado de uma franquia de jogos de RPG japonês. Não estava esperando, mas na verdade não é tão surpreendente assim, já que a Netflix vem investindo muito em originais e adaptações.

A trama do filme segue um grupo de três amigos – Yu, Haru e Kotona – que se veem forçados a visitar o mundo alternativo depois que a jovem do grupo recebe uma facada de um homem misterioso e só lá podem salvá-la. A curiosidade é que um deles é cadeirante, mas quando vai para o outro universo, não apenas anda como se torna um grande guerreiro. Já seu amigo, desesperado pela situação da amada, passa a ter pensamentos do lado negro da força (quase que literalmente isso). E ela, atacada no mundo real, é a grande princesa de NiNoKuni.

É nessa dinâmica entre os três, entre o mundo real e mundo paralelo, entre nossas rotinas sem graça e a possibilidade de ser um grande herói, mas, principalmente, na finitude da vida que NiNoKuni se desenvolve. Apesar do visual bonito e colorido, a temática é forte, pois tragédia, dor e aprender a seguir em frente são temas constantes no filme. Tratar de temas adultos em um material geneticamente jovem é sempre surpreendente, e NinoKuni sempre explorou seus conceitos em cima dessa inevitabilidade da morte, às vezes diretamente, às vezes em linhas mais leves.

Coube ao estreante diretor Yoshiyuki Momose transformar um jogo de 40, 50 horas em um filme de menos de 2 – é uma história nova ambientada naquele conhecido universo, sempre bom lembrar. Sua inexperiência é clara ao acelerar emoções, não dando tempo pro público sentir real empatia pelo que os personagens estão passando: a mudança de Haru, por exemplo, foi meio brusca só para criar um ar meio Shakespeariano na relação entre os dois.

O filme apresenta diversos clichês e conveniências, mas eu recomendo para quem curti fantasia para ter experiencia com a escrita fantástica, porque tem ideias interessante, eu diria que se transformassem ele em uma serie de 8 episódios poderia funcionar melhor e ter um desenvolvimento interessante e mais aprofundado.

Ao final de NiNoKuni, a sensação que fica é a de uma jornada que poderia ser bem mais épica do que foi. Há muita lenha para queimar naquele universo, mas vão precisar caprichar um pouquinho mais nos dramas e na construção dos personagens para que o povo embarque de vez. Ficou tudo muito superficial, apressado e ingênuo. Isso se houver outras novas histórias depois de um filme mediano, mas pontuado de bons momentos aqui ou ali.

NiNoKuni

NiNoKuni
2 5 0 1
Dois adolescentes comuns encaram uma aventura mágica para salvar sua amiga Kotona em outro mundo. Mas o amor complica a missão. Baseado no videogame homônimo.
Dois adolescentes comuns encaram uma aventura mágica para salvar sua amiga Kotona em outro mundo. Mas o amor complica a missão. Baseado no videogame homônimo.
2/5
Total Score
Postagens Relacionadas

Resgate

Aproveitando o pós-ultimato indo pra outro tipo de ação, Chris Hemsworth e os irmãos Russo fazem uma missão…
Leia Mais

Nomadland | Indicados ao Oscar 2021

Em um mundo que atualmente parece muito, muito pequeno, Nomadland abre as portas para uma expansão acelerada, um horizonte amplo…