close button

publicidade

Loucura de Amor

A comédia romântica que explora a loucura, coloca em xeque questões reais sobre transtornos mentais, e ainda consegue nos adoçar com um clichê água com açucar, Loucura de Amor da Netflix é uma produção espanhola que estreiou em 26 de fevereiro deste ano.

A trama acompanha Adrían (Álvaro Cervantes), um jornalista que acredita piamente na força do querer, e nas balelas do coaching de autoajuda. Quando conheçe Carla (Susana Abaitua) e tem uma noite maluca e de muitas aventuras – com direito a invadir um casamento – e ela simplesmente some no dia seguinte, Adrían acaba descobrindo que na verdade Carla está internada em uma clinica psiquiatrica e resolve se internar lá para conseguir seu número de telefone.

O problema é que depois de uma conversa que dá errado, ele descobre que realmente ficará internado na clinica até uma avaliação positiva de outros pacientes. Então para isso, ele precisará fazer amizade com os demais residentes, e em meio a isso, conquistar a confiança de Carla nele.

Loucura de Amor, traz um roteiro emocionante e questões necessárias, cujo romance entre o casal principal fica na maior parte do tempo em segundo plano enquanto outras histórias se resolvem na tela. Aqui no filme a saúde e os distúrbios mentais humanos são trazidos como pauta e explorados com delicadeza e toda a atenção que os assuntos merecem, sem fugir de toda a emoção que um filme de romance pode proporcionar.

Loucura de Amor, filme de comédia romântica da Netflix. Na imagem Adrí e Carla se beijam em meio a uma balada, com pessoas em volta dançando com os braços para cima.

Ao longo da história, é possível notar o cuidado e o respeito com que o filme trata cada um dos distúrbios mentais apresentados no filme. Explorando questões mentais e emocionais como a síndrome de Tourette, a bipolaridade ou outras síndromes obsessivo-compulsivas, Loucura de Amor procura sensibilizar comportamentos e limitações que têm pouco ou nenhum espaço aberto para discussão atualmente e acabam caindo no limbo de “bizarro” e sendo alvos de risadas e piadas.

A direção de Dani de la Orden encontra o equilíbrio certo para dosar pitadas de romance romântico conduzidas pelas situações cômicas realmente engraçadas – tudo isso para enfeitar o verdadeiro drama de Loucura de Amor: a (in)capacidade do ser humano de respeitar o outro como ele ou ela é.

É claro que, como todo fim de filme de romance, o espectador poderá conferir a famosa cena de beijo em público, cheia de declarações de amor e lágrimas, mas até mesmo nos clichês Loucura de Amor consegue se sustentar sem parecer banal ou estragar a experiência.

Loucura de Amor é um filme fofinho e respeitoso, que diverte e faz refletir na mesma proporção. Entrega tudo que esperamos dele e ainda deixa uma linda mensagem: amar não é querer mudar o outro para tentar encaixá-lo em uma caixa de “normalidade”, mas entender que o outro têm diferenças e particularidades; E é nisso que o amor se firma.

Loucura de Amor (Louco por Ella)

Loucura de Amor (Louco por Ella)
4 5 0 1
Após uma noite de sexo casual com a misteriosa Carla, Adri decide se internar no centro psiquiátrico no qual ela mora para revê-la. No entanto, logo descobre que sair de lá não vai ser tão fácil quanto ele esperava.
Após uma noite de sexo casual com a misteriosa Carla, Adri decide se internar no centro psiquiátrico no qual ela mora para revê-la. No entanto, logo descobre que sair de lá não vai ser tão fácil quanto ele esperava.
4/5
Total Score
Postagens Relacionadas
Leia Mais

Artemis Fowl: O Mundo Secreto

Desde o fim de grandes sagas cinematográficas como Harry Potter, Senhor dos Anéis, chegando até a produções televisivas…