publicidade

Pieces Of Woman

Pieces of a Woman”, trata de forma poética e sensível, sem medo de chocar o ciclo “não-natural” da vida.  Na escola, somos ensinado que o ser humano nasce, cresce, se reproduz e morre. Que os pais ficam velhinhos e que os filhos os enterram. Porém, o que acontece quando o ciclo não acompanha essa linha natural? O que acontece com pais que devem comprar um pequeno caixão e enterrar seu recém-nascido? Pieces of a Woman mostra o lado terrível do luto parental.

O filme apresenta o primeiro ato em um plano sequência. E te leva para uma imersão muito parecido com um teatro, não é atoa que o filme foi inspirado em uma peça. Durante a sequência, vemos e percebemos o amor entre os pais Sean (Shia LaBeouf) e Martha (Vanessa Kirby) e o bebê Yvete, que está para nascer; e a gentileza da parteira Eva, que é uma substituta e, por isso, inicialmente sofre certa rejeição do casal, contudo ganha sua confiança e conduz o parto de modo muito atencioso e humano. Ao longo da cena, conhecemos os cômodos da casa, que refletem a personalidade dos moradores e o momento presente.

Quem é o culpado pela morte precoce? Esse questionamento se perpetua durante a narrativa, seja pelo sentimento de culpa, seja pela busca de um culpado, que, juridicamente cai sobre a parteira.

Aqui, quando captamos todo o momento do parto, a sagacidade da direção fica mais clara, pois nos tornamos testemunhas da morte e passamos a fazer parte do júri na formação de opiniões. Essa inteligência pode ser retida permanentemente por meio de escolhas múltiplas: como diferentes momentos de silêncio, em que momentos a imagem e a expressão dos atores gritam e revelam emoções mais do que qualquer diálogo; e a vista incrível da casa, com a mudança do marido e a mulher enquanto experimentam luto.

Não há nenhuma mudança inesperada ou suspense, Pieces of a Woman é um história dolorosa e triste. Porém, sua beleza vive ali com óbvia simplicidade, na existência da dor, do ser e do estar. Há uma analogia com a maçã que permeia todo o filme e finalmente aparece no formato de uma macieira, que se parece mais com a árvore da vida, mantendo uma escolha poética.

Uma linda história sobre perda e uma linda história sobre o amor incondicional de uma mãe. Ela mostrou uma força em seus momentos mais vulneráveis, todos interpretados de maneira excelente pela atriz Vanessa Kirby, e ganhou preciosidades únicas por meio da direção e da fotografia. Pieces of Woman que exige uma aposta dupla provavelmente será eterno para quem o assistir.

Pieces of Woman

Pieces of Woman
5 5 0 1
Martha e Sean são um casal de Boston à beira da paternidade, cujas vidas mudam irrevogavelmente quando um parto em casa termina em uma tragédia inimaginável. Assim começa uma odisséia de um ano para Martha, que deve navegar em sua dor enquanto trabalha em relacionamentos turbulentos com Sean e sua mãe dominadora, junto com a parteira difamada publicamente, a quem ela deve enfrentar no tribunal.
Martha e Sean são um casal de Boston à beira da paternidade, cujas vidas mudam irrevogavelmente quando um parto em casa termina em uma tragédia inimaginável. Assim começa uma odisséia de um ano para Martha, que deve navegar em sua dor enquanto trabalha em relacionamentos turbulentos com Sean e sua mãe dominadora, junto com a parteira difamada publicamente, a quem ela deve enfrentar no tribunal.
5/5
Total Score


publicidade
Postagens Relacionadas
FecharX