close button

PUBLICIDADE

Olhos de Gato

Olhos de Gato (A Whisker Away, ou Nakitai Watashi wa Neko o Kaburu), animação do Studio Colorido foi dirigido por Junichi Sato (de Sailor Moon e Sailor Moon R) e Tomotaka Shibayama (Blue Exorcist), com roteiro assinado por Mari Okada (Anohana) e canção-tema gravada pelo duo Yorushika, intitulada “Hana ni Borei” (Um fantasma para uma flor, em tradução literal).

Na trama, Miyo “Muge” Sasaki é uma peculiar estudante do segundo ano apaixonada por seu colega de classe, Kento Hinode, e passa a lhe observar todos os dias mas ele nunca a nota. Ao descobrir uma máscara mágica que transforma quem quer que use num gato, Muge começa a utilizar o disfarce da máscara para se aproximar do garoto que ama, mas o poder que lhe aproxima de Hinode também pode torná-la incapaz de voltar a ser humana.

Apaixonada pode ser um termo um tanto bonitinho demais, que ao ser apresentado no filme beira o possessívismo de tão focada neste menino que ela é, e isso de fato pode acabar sendo bem irritante. Não me surpreende que todos os colegas de Muge a chamem de “Miyo Geringonça”. Irritante e quase um stalker de Hinode, não posso discordar do fato de que se fosse na vida real, ela seria a pessoa mais desagradavel do ambiente. Desconhece limites, e é isso que a faz usar a máscara para se transformar em gato para começo de conversa.

No entanto, mesmo com esse fato, você acaba gostando da personagem, pelo menos quando começa a entendê-la. Não que isso justifique seus atos irritantes, mas entendê-la pelo menos é uma meneira de não revirar os olhos toda vez que ela faz alguma esquisita.

Eis que sua melhor amiga Yoriko Fukase é a personagem que eu mais me identifiquei. É aquela que chora pela melhor amiga, aquela que se encolhe querendo sumir toda vez que ela faz algo estranho, mas que ainda sim está sempre lá, aceitando e ajudando e sofrendo junto.

No fim, o filme fala sobre a importância das pessoas que estão ali pra você, desde que você abra seu coração para notar. Todos nós nos sentimos em algum momento sozinhos, não amados ou rejeitados, mas isso não é o fim do mundo. Mesmo que não pareça, sempre teremos alguém do nosso lado, e que desistir não é uma opção. Precisamos ser fortes e ter coragem pra falar o que nos incomoda, o que se sentimos, e o que queremos.

É fofo, e até me arrancou algumas lágrimas em alguns momentos, porque eu sou uma fraca para qualquer momento triste em animações, e é uma escolha fofa para quem gosta de animes, mas apesar do filme ser divertido, não é um que eu considere assistir novamente.

3/5
Total Score
Postagens Relacionadas