close button

publicidade

5 Livros Infanto-juvenil para jovens leitores

No mundo da leitura, a verdade é que existe muitas pessoas traumatizadas com aqueles livros chatos e obrigatórios da escola. Quem nunca se sentiu aterrorizados pelo professor, quando ele mandou você ler Machado de Assis, porque iria cair na prova? Pois é, eu também tive esses momentos, e olha, que eu sempre tive um boa influência em casa em questões de hábito de leitura.

No entanto é compreensivel que muitas pessoas acabem pegando verdadeiro ranço quando de trata de livros por conta de situações como a exemplificada acima. No entanto, a verdade é que ler um livro pode ser muito divertido, se feito com prazer e sem pressão. Mas a verdade é que ninguém começa lendo Tolkien ou George R.R. Martin, que são livros que já requer ai um determinado nível no costume e no hábito da leitura.

Há até mesmo aqueles que se gabam por ler Shakespeare, Dante Alighieri ou Clarisse Lispector, que são autores da classica literatura e que são sim ótimas escolhas, esquecendo que um dia leram Mauricio de Sousa, Ziraldo ou Quino, criadores da Turma da Monica, O Menino Maluquinho e Malfada, respectivamente. Então não se sinta menos ou inferiorizado por estar lendo um livro que não tenha um cunho tão educacional ou de grande importância histórica. Todo mundo precisa começar, se ler um romance adolescente água com açuca é um começo para que depois você expanda seu horizonte, não há nada com o que se envergonhar.

E todo mundo precisa iniciar de algum lugar, e a verdade é que livros como Harry Potter ou Percy Jackson e os Olimpianos são ótimas escolhas para quem está embarcando nesse mundo literario, principalmente porque são leituras facéis, divertidas e não se trata de livros muito extensos, apesar da saga ser grande.

Pensando nisso, criei aqui uma lista com cinco livros infanto-juvenil que é uma boa escolha para quem quer começar a criar um hábito de leitura. Confira abaixo!

1º A Culpa é das Estrelas – Jhon Green

Eu lembro de estar lendo esse livro enquanto trabalhava como menor aprendiz, e estava no trem voltando para casa, e me lembro de chorar muito por conta da emocionante história descrita. Foi uma das melhores leituras da minha vida!

A culpa é das estrelas” narra o romance de dois adolescentes que se conhecem (e se apaixonam) em um Grupo de Apoio para Crianças com Câncer: Hazel, uma jovem de dezesseis anos que sobrevive graças a uma droga revolucionária que detém a metástase em seus pulmões, e Augustus Waters, de dezessete, ex-jogador de basquete que perdeu a perna para o osteosarcoma. Como Hazel, Gus é inteligente, tem ótimo senso de humor e gosta de brincar com os clichês do mundo do câncer – a principal arma dos dois para enfrentar a doença que lentamente drena a vida das pessoas. Inspirador, corajoso, irreverente e brutal, A culpa é das estrelas é a obra mais ambiciosa e emocionante de John Green, sobre a alegria e a tragédia que é viver e amar.

E prepare os lencinhos, você irá chorar muito. E sim, esse é o livro que deu origem ao filme de 2014.

2ª A Menina que Roubava Livros

Esse foi o primeiro livro “livro” que eu li. Até então eu só lia quadrinhos e gibis, em especial os da Turma da Mônica. Parece que tenho o hábito de escolher livros emocionantes e que sempre me fazem chorar. Mas o que eu posso dizer? Tenho um coração mole!

A trajetória de Liesel Meminger é contada por uma narradora mórbida, surpreendentemente simpática. Ao perceber que a pequena ladra de livros lhe escapa, a Morte afeiçoa-se à menina e rastreia suas pegadas de 1939 a 1943. Traços de uma sobrevivente: a mãe comunista, perseguida pelo nazismo, envia Liesel e o irmão para o subúrbio pobre de uma cidade alemã, onde um casal se dispõe a adotá-los por dinheiro. O garoto morre no trajeto e é enterrado por um coveiro que deixa cair um livro na neve. É o primeiro de uma série que a menina vai surrupiar ao longo dos anos. O único vínculo com a família é esta obra, que ela ainda não sabe ler.

Assombrada por pesadelos, ela compensa o medo e a solidão das noites com a conivência do pai adotivo, um pintor de parede bonachão que lhe dá lições de leitura. Alfabetizada sob vistas grossas da madrasta, Liesel canaliza urgências para a literatura. Em tempos de livros incendiados, ela os furta, ou os lê na biblioteca do prefeito da cidade.

A vida ao redor é a pseudo-realidade criada em torno do culto a Hitler na Segunda Guerra. Ela assiste à eufórica celebração do aniversário do Führer pela vizinhança. Teme a dona da loja da esquina, colaboradora do Terceiro Reich. Faz amizade com um garoto obrigado a integrar a Juventude Hitlerista. E ajuda o pai a esconder no porão um judeu que escreve livros artesanais para contar a sua parte naquela História. A Morte, perplexa diante da violência humana, dá um tom leve e divertido à narrativa deste duro confronto entre a infância perdida e a crueldade do mundo adulto, um sucesso absoluto – e raro – de crítica e público.

“Quando a morte conta uma história, você deve parar para ouvir”

3º Capitães da Areia

Sim, temos um clássico da literatura brasileira nesta lista! Mas antes que me julgue, digo que Jorge Amado criou uma história apaixonante, e o melhor, sua escrita não é nada complicada e é impossível você não se apegar a cada um de seus personagens.

capitaes da areia

Capitães da Areia é um clássico na temática das crianças desprovidas de qualquer amparo social, legadas ao destino incerto dos que são propositalmente marginalizados, erradicados do convívio social. A trajetória dos meninos, que enfrentam os representantes do poder e roubam dos ricos para partilhar o produto do furto entre os companheiros pobres e abandonados, constitui uma das principais obras de Jorge Amado.

Este grupo, que sobrevive de apropriações indébitas e golpes sem maior importância, desfila pelas ruas da cidade alta na Bahia, cada integrante exibindo apelidos que traduzem atributos físicos ou, no caso do Professor, virtudes intelectuais, o único membro da gangue dotado de dons culturais. Jorge Amado aborda este universo exatamente como são e vivem, com vibração, guiados por uma estrita racionalidade e altas doses de arbítrio e firmeza, virtudes não restringidas pelo contexto adverso em que vivem.

4º Petrus Logus e o Guardião do Tempo

Sim, mais um brasileiro, porque temos que valorizar nossa literatura que é rica, e não só ficar babando nos autores internacionais. Eu li esse livro eu ainda estava no ensino médio, e lembro que fiquei completamente imersa no universo criado por Augusto Cury. Supreendente, criativo e com uma escrita leve, o livro foi uma das minhas melhores leituras de autores brasileiros.

Quando as fontes de água secaram, as terras tornaram-se inférteis e a violência tomou conta do planeta, a Catástrofe aconteceu. E agora, cem anos depois, o mundo aos poucos está se reestruturando, e novos povos começam a surgir. O Reino de Cosmus, liderado com mãos de ferro pelo poderoso rei Apolo, se destacou e se tornou um grande império. Com a ajuda de seus conselheiros, entre eles Terrívius, Demétrius e Cômodus, e do sumo sábio Superius, Apolo prega que o conhecimento foi o responsável pela destruição do mundo e, por isso, proíbe o uso da tecnologia e de qualquer tipo de educação: dos livros às escolas. Porém, apesar de todo o seu poder, Apolo não consegue controlar um de seus filhos, o príncipe Petrus, que, ao contrário do irmão gêmeo Lexus, não está interessado no poder e nos treinamentos para batalha. Petrus é apaixonado por aprender. Educado pelo sábio Malthus para ser um líder justo e generoso, Petrus é visto pelo pai como um rebelde e sofre as consequências por ser uma mente livre. Condenado a usar a Máscara da Humilhação, utilizada para castigar os maiores criminosos do reino, o jovem príncipe precisa sobreviver para realizar sua grande missão, que poderá mudar os rumos da História. E, para isso, contará com uma ajuda nada convencional.

5º O Orfanato da Srta. Peregrine para Crianças Peculiares

Sim, esse é o livro que deu origem ao filme do Tim Burton de 2016. Mas eu posso te prometer com todas as palavras que o livro é muito mais legal. Confesso que só vim a conhecer o livro depois de assistir por um acaso o filme. O que acontece muito com muitas pessoas, ver um filme, gostar e depois descobrir o livro. Bem, como sempre, o livro é muito mais legal, e é um ótima escolha pra quem está apenas começando. E o melhor, o livro além de ter uma história incrível, ainda é cheia de fotografias que acrescentam a história um tom muito mais real.

O orfanato da Srta. Peregrine para Crianças Peculiares, é um romance que mistura ficção e fotografia. A história começa com uma tragédia familiar que lança Jacob, um rapaz de 16 anos, em uma jornada até uma ilha remota na costa do País de Gales, onde descobre as ruínas do Orfanato da Srta. Peregrine. Enquanto Jacob explora os quartos e corredores abandonados, fica claro que as crianças do orfanato são muito mais do que simplesmente peculiares. Elas podem ter sido perigosas e confinadas na ilha deserta por um bom motivo. E, de algum modo – por mais impossível que possa parecer – ainda podem estar vivas.

E ae gostou desta lista? Ficou interessado? Você pode adquirir algum destes livros clicando neste link, e além de começar a embarcar neste mundo mágico da literatura, ajuda a gente aqui da Geek a continuar trazendo conteúdos legais para vocês!

Postagens Relacionadas

Troco em Dobro

Quando a Netflix apareceu em meados de 2012, ninguém tinha ideia da proporção que o streaming iria se…