close button

PUBLICIDADE

Estudios Ghibli | O Castelo Animado

Adaptação de Hayao Miyazaki baseada no romance homônimo da escritora britânica Diana Wynne Jones (publicado em 1986 e é o primeiro de uma trilogia). O longa traz à tona questões muito interessantes na narrativa, uma crítica sutil às formas sociais da vida moderna e contemporânea e, claro, muitas mágicas e fantasias. Parece um simples conto de fadas, com questões mais profundas, e se torna um grande filme sobre redenção, mistério e formação.

Sophie é uma jovem chapeleira com pouca ambição, aparentemente trabalhando na loja de sua família durante a era vitoriana na Inglaterra (1873-1901). Um dia, ela passou pelo local onde morava, foi assediada por dois guardas e foi resgatada por um rapáz misterioso que mais tarde descobre-se ser bruxo poderoso. Portanto, uma bruxa invejável e ambiciosa, a “Bruxa das Terras Desoladas”, decidiu amaldiçoar a pobre jovem a parecer uma velha. No entanto, sua maldição não pôde ser contada a ninguém, e ela decidiu se isolar no campo. Lá, ela conheceu um espantalho que a leva a um castelo misterioso e mágico, no qual Sophie aprendeu mais sobre o mago Howl e toda a sua magia. No castelo, existe uma chama, na verdade um demonio, chamado Calcifer, que é obviamente responsável por manter o castelo e movê-lo.

No castelo, esta a jovem senhora conheceu Marco, um menino que ajudava nas tarefas mágicas do castelo, vendendo poções para Howl, vendendo-as para diferentes grupos de pessoas, e o próprio Howe. Servindo-se como empregada, disposta a lidar com toda a bagunça de todos os moradores deste castelo, Sophie logo descobriu que a porta desse lugar abria para lugares diferentes. A cor ao lado do painel determina a posição de abertura da porta. Nele, a velha encontrou uma cidade litorânea, uma cidade real, um vilarejo e um lugar todo negro que só pode ser acessado por Howl. Conforme a história avança, uma guerra maligna se abate sobre os personagens. Como pano de fundo, uma vilã Madame Suliman que quer que Howl seja seu sucessor e os problemas pessoais e mistérios que envolvem Howl e sua família.

O filme foi montado forma incrivelmente meticulosamente, sua estrutura de roteiro é clara e é guiado de uma maneira fascinante para manter os espectadores felizes. A aventura que este castelo traz para a tela é fascinante ao mesmo tempo, seguida por um drama delicioso. A incrível trilha sonora de Joe Hisaishi também desempenha um papel fundamental na estrutura narrativa, que, aliás, pode tornar a cena mais brilhante e bonita. Outro lugar muito interessante é a grande quantidade de detalhes que a animação leva em consideração na construção da cena, no desenho dos personagens e em tudo que é visível na tela. A qualidade é impecável, mas para este filme, tudo parece mais perfeito. As cores utilizadas são muito ricas, o que ajuda muito no refinamento, sentimento e personalidade dos personagens, mostra seu desenvolvimento pessoal, maturidade e afins.

Sendo um dos maiores sucessos do Studios Ghibli e também de Miyazaki, o longa é uma opção maravilhosa para os amantes da fantasia que se deixam guiar pela magia, aventura, belas paisagens, personagens fortes e inteligentes, bem construidos e maravilhosamente bem implementados em uma trama única e facil de acompanhar. Disponivel na Netflix, esse filme pode ser considerado atemporal.

O Castelo Animado

O Castelo Animado
5 5 0 1
Uma bruxa lança uma terrível maldição sobre a jovem Sophie transformando-a numa velha de 90 anos. Desesperada, ela embarca numa odisseia em busca do Castelo Andante, onde reside um misterioso feiticeiro que poderá ajudá-la a reverter o feitiço.
Uma bruxa lança uma terrível maldição sobre a jovem Sophie transformando-a numa velha de 90 anos. Desesperada, ela embarca numa odisseia em busca do Castelo Andante, onde reside um misterioso feiticeiro que poderá ajudá-la a reverter o feitiço.
5/5
Total Score
Postagens Relacionadas