close button

PUBLICIDADE

A Era de Ouro da Disney | Dumbo

No nosso quarto capítulo das “Eras da Disney” e o penúltimo da Era de Ouro, hoje vamos falar sobre Dumbo, filme que chegou aos cinemas em 1941, e foi o quarto longa-metragem da Walt Disney Animation.

A Era de Ouro da Disney | Branca de Neve e os Sete Anões

Dumbo é um filme de animação, produzido por Walt Disney e lançado em 23 de outubro de 1941 pela RKO Radio Pictures nos Estados Unidos. O personagem principal é Jumbo Jr., um elefante antropomórfico cruelmente apelidado de “Dumbo” (estúpido, em inglês). Ele é ridicularizado por suas orelhas grandes, mas acontece que ele é capaz de voar, utilizando-as como asas. Seu único amigo é um rato chamado Timóteo, parodiando a animosidade estereotipada entre ratos e elefantes. Dumbo foi um exercício deliberado em simplicidade e economia para o estúdio Disney, e é hoje considerado um dos seus melhores filmes.

Baseada na história infantil Dumbo, the Flying Elephant, escrita por Helen Aberson e Harold Pearl e ilustrada por Helen Durney, o longa foi dirigido por Ben Sharpsteen e o roteiro foi elaborado por Otto EnglanderJoe Grant e Dick Huemer. A produção ocorreu em pleno advento da Segunda Guerra Mundial, que ocasionou o fracasso de bilheteria dos longas Pinocchio e Fantasia, produzidos a orçamentos muito elevados, levando a uma séria crise financeira na Disney e à deflagração de uma intensa greve de animadores.

Quando o filme entrou em produção no início de 1941, ao supervisor de direção Ben Sharpsteen foi dado ordens para manter o filme simples e barato. Como resultado, Dumbo não tem o detalhe luxuoso dos últimos três longas de animação da Disney (FantasiaPinóquio e Branca de Neve e os Sete Anões): o desenho dos personagens é mais simples, as pinturas de fundo são menos detalhadas, e um número de fotogramas guardados foram usados ​​na animação de personagens. No entanto, a simplicidade libertou os animadores de ser excessivamente preocupados com detalhes, e permitiu-lhes concentrar-se no elemento mais importante da animação de personagens: ação. A animação de Bill Tytla de Dumbo é hoje considerada uma das maiores realizações em animação tradicional estadunidense.

Como resultado, o longa-metragem é um dos mais curtos da Disney, com apenas 64 minutos e não apresenta o mesmo aprimoramento técnico de seus antecessores. Apesar disso, obteve uma ótima arrecadação e conseguiu reerguer a Disney financeiramente, tornando-se um dos maiores sucessos do estúdio na década de 1940 e uma de suas produções mais celebradas até hoje.

A Era de Ouro da Disney | Pinóquio

Dumbo recebeu o Oscar de Melhor Trilha Sonora, foi aclamado pela crítica na época de sua estreia, teve vários relançamentos nos cinemas e em mídia doméstica ao longo das décadas, originou séries de televisão, histórias em quadrinhos, jogos eletrônicos, inspirou brinquedos em parques temáticos, entre outros produtos derivados. É objeto de estudos acadêmicos e discussões entre especialistas em cinema, particularmente no que diz respeito a uma controversa sequência, acusada de preconceito racial, envolvendo os corvos que aparecem em certo momento no filme. Em 2017, foi selecionado para preservação no National Film Registry dos Estados Unidos pela Biblioteca do Congresso, sendo considerado “cultural, histórica ou esteticamente significativo”. Uma adaptação em live-action foi dirigida por Tim Burton e lançada em 29 de março de 2019.

Em 29 de maio de 1941, durante a produção de Dumbo, a maioria dos funcionários do estúdio Disney entrou em greve. A greve durou cinco semanas e acabou com o clima “familiar” e amigável do estúdio. Nesse filme, vários atacantes são ridicularizados, como aqueles palhaços que querem colocar Dumbo em perigo em sua atuação e inutilmente “vencer o chefão para conseguir um aumento”.

Os dubladores de Dumbo não foram creditados em tela, mas o famoso ator Edward Brophy dublou o rato Timothy. Ele não têm outros trabalhos de dublagem de animação conhecidos. Verna Felton dublou a mamãe elefante, ela voltaria a trabalhar com a Disney mais tarde interpretando a fada madrinha em “Cinderela” e a flora da fada boa em “A Bela Adormecida“. Outros dubladores incluem o perene Sterling Holloway, em uma participação especial como o Sr. Cegonha, e Cliff Edwards, mais conhecido como a voz do Grilo Falante, como Corvo Jim, o líder dos corvos.

Dumbo foi concluído e entregue a distribuidora da Disney, RKO Radio Pictures, no outono de 1941. A RKO recusou o fato de que o filme continha apenas 64 minutos, e exigiram que Walt Disney ou: a) expandisse-o para 70 minutos ou mais; b) editasse-o como um curta metragem; ou c) permitisse que a RKO o liberasse como um filme B. Disney recusou todas as três opções, e a RKO relutantemente lançou Dumbo, inalterado, como um filme A.

A Era de Ouro da Disney | Fantasia

Após o seu lançamento em 23 de outubro, Dumbo provou ser um sucesso financeiro. O filme simples custou apenas US$813.000,00 para produzir, metade do custo de Branca de Neve e menos de um terço do custo de PinóquioDumbo, eventualmente, arrecadou 1,3 milhões de dólares durante o seu lançamento original; Branca de Neve e Dumbo foram os dois únicos longas pré-1943 a dar lucro. Os Estados Unidos entrou na Segunda Guerra Mundial em dezembro de 1941, reduzindo a receita de bilheteria do filme, que foi, mesmo assim, o mais bem sucedido financeiramente filme da Disney dos anos 1940, graças a um relançamento em 1949. A obra foi relançada nos cinemas também nos cinemas em 1959, 1972 e 1976.

Dumbo foi o primeiro filme de animação da Disney a ser lançado em home-vídeo. Foi disponibilizado em VHS em 26 de junho de 1981, e também em Betamax nesse mesmo ano. Inicialmente liberado apenas para aluguel de vídeo, foi disponibilizado para venda em meados de 1982, nos formatos anterioriormente mencionados e também em Laserdisc. Em seguida, foi reeditado como parte do lançamento da coleção Clássicos Disney em 1985.

Live-Action

Crítica Dumbo 2019

Produzido pela Walt Disney Pictures e Tim Burton Productions o remake, é estrelado por Colin Farrell, Eva Green, Michael Keaton, Danny DeVito e Alan Arkin. O live-action não teve a mesma recepção que o original em seu lançamento. No site Rotten Tomatoes está com uma nota negativa de 56/100 ao filme dizendo que: “Dumbo é mantido em parte no alto pelo talento visual de Tim Burton, mas uma tela lotada e uma história sobrecarregada deixam esse remake de ação ao vivo mais elaborado do que maravilhoso”. No Metacritic tem recepção mista da maioria dos críticos com uma avaliação de 51/100 e também nota mista do público (6,0).

Lembrando que você pode reviver a magia de Dumbo, ou a sua releitura em live-action no Disney+ que já está disponível para assinaturas mensais ou anuais aqui no Brasil.

Postagens Relacionadas