Filmes que NÃO se passam nos EUA pra você assistir na Netflix

Cansado de ver aquele velho clichê americano? Está afim de assistir e consumir filmes que foram produzidos em outros lugares além de Hollywood? Esse texto é pra você!

Muitas vezes, eu fico horas e horas procurando alguma filme que NÃO se passe nos EUA, pra fugir do costume e também consumir culturas que sejam além da americana, e não posso imaginar ser a única a fazer isso, então separei aqui cinco filmes disponível na Netflix, e que são de produções fora de Hollywood.

Koobsurat (2014)

Apesar de ser da Disney, o filme todo foi produzido na Índia, e não tem nenhum dedinho de Hollywood em sua produção. Conta a história de uma fisioterapeuta (Sonam Kapoor), que aceita fazer o tratamento de um rei (Aamir Raza Husain), e enquanto passa o tempo no castelo, e vê o costume da familía real, ela desafia todas as tradições se apaixonado pelo príncipe real (Fawad Khan).

Bem no estilo Disney, temos uma história clichê, que tanto amamos, mas aqui podemos aprecisar uma cultura nova, com costumes completamente diferentes daqueles que estamos acostumados aqui no ocidente.

May We Chat (2014)

Para que gosta de um dorama, talvez essa aqui seja uma opção, no entanto, diferente das fofas e doces histórias de amor, aqui temos a história de três diferentes mulheres, que acabam formando uma amizade atraves do aplicativo de conversa May We Chat. Trazendo algumas críticas e discussões sociais, esse filme vale muito a pena para quem gosta de produções do leste asiático. Ah, e esse filme é +16.

Isoken (2017)

Produzido na Nigéria, esse filme vai contar a história da Isoken (Dankore Akande) que acaba indecisa sobre se casar com um fotógrafo branco ou um preto empresário escolhido por sua mãe.

Eu vou dar um destaque para esse filme, porque ele é um filme sobre pretos, produzido na África, continente majoritariamente preto e conta uma história de comédia romantica sobre pretos! Parece bobo, mas quando se trata de representatividade, vemos sempre pessoas pretas falando somente sobre racismo, e tambem sempre destacamos filmes sobre racismo e segregação, mas vale lembrar que lutar contra o racismo é também consumir produtos onde os pretos são pessoas normais e não só o que os brancos definiram para eles ao longo de sua história. Por isso ASSISTAM esse filme!

O Casamento de Ali (2017)

Produzido na Austrália, o filme vai contar a história do filho de um clérigo iraquiano que vive em Melbourne, depois de uma mentira sair do controle, se vê dividido entre as obrigações familiares, e o que seu coração quer.

Esse filme conta muito sobre a cultura árabe, sem o tão acostumado esteriótipo, e a sensibilidade do roteiro é de tirar o folego. Vale muito a pensa conferir, tanto para curtir o filme, como também para aprender um pouco mais sobre a cultura deles.

Solteiramente (2020)

Comédia romântica, esta é uma produção sul-afrianca, e vai contar a história de uma marketeira que terminou o relacionamento e não consegue esquecer do ex, e então vai contar com a sua melhor amiga, para reaprender a ser solteira.

Nem preciso discursar de novo, sobre a importância de consumir esse tipo de conteúdo, né? Então só aproveite para ver um filme alto astral, daqueles clichês que tanto amamos, e que mostra a cultura deles, de um ponto de vista bem diferente daquele que estamos tão acostumados.

Related Posts