A Maldição da Residência Hill

Reassisti a série, e me lembrei do porquê de ter gostado tanto da primeira vez!

Com 10 episódios de aproximadamente 1 hora de duração, “The Haunting of Hill House” é uma série tão bem construída que se apresenta como um convite à história da família Crain, residente na a mansão Hill, considerada a casa assombrada mais famosa dos Estados Unidos – por conta de seu histórico repleto de acontecimentos assustadores.

Quando eu assisti a série pela primeira vez, lembro de pensar que o primeiro episódio me lembrava muito American Horror Story, e reassistindo, eu fiquei pensando “nada a ver, gente!“, mas o fato de eu ainda me surpreender e ficar completamente presa na construção da série tanto quanto a primeira vez, me fez perceber o quanto ela é incrivel! Sua narração e a forma como ela se desenrola é de tirar o folego.

Créditos: Divulgação/Netflix

A narrativa de cada um dos irmãos e suas experiências na casa, nos primeiros episódios, mostra a relação deles com o que acontecia, mostra suas personalidades e te faz se aproximar deles, entender seus conflitos e como tudo que aconteceu afetou em suas vidas. São narrativas intercaladas entre o passado e o presente, e que mostra seus traumas e os explica, mesmo que muitas ações não seja justificada.

A coisa que mais amo nesta série é a falta de Jump Scare. Ninguém fica pulando e gritando de susto a todo episódio. O medo e o suspense é criado para ser apreensivo e completamente psicológico o que torna toda a narrativa tensa e te prende do início ao fim, sem falar que para mim, continua sendo a arte mais criativa, bem feita, e o melhor plot twist que eu já vi: a revelação da “mulher do pescoço torto”.

E as crianças? É muito comum que haja um elenco mirim em produções de terror e suspense, e aqui não é diferente, e o talento delas, junto com aquela igenuidade que é natural para as crianças , acrescenta de forma significativa para a produção em um todo.

Créditos: Steve Dietl/Netflix

No elenco: Michiel Huisman, de Game of Thrones, Elizabeth Reaser, de Crepúsculo, Kate Siegel, de Ouija: Origem do Mal, Oliver Jackson-Cohen, de O que de Verdade Importa e Victoria Pedretti, de Era Uma Vez em… Hollywood.

Dirigido por Mike Flanagan, o seriado tem sua primeira temporada inspirada no livro homônimo de 1959 (escrito por Shirley Jackson) e a segunda temporada intitulada “A Maldição da Residência Bly” estréia dia 09 de Outubro na Netflix!

Maldição da Residência Hill

Maldição da Residência Hill
5 5 0 1
Com um plot twist incrível, com uma fotografia e edição de tirar o folego, um elenco de peso, a série tem uma história muito bem contada com uma profunda discussão sobre culpa, medo e traumas e como ela afeta toda sua vida.
Com um plot twist incrível, com uma fotografia e edição de tirar o folego, um elenco de peso, a série tem uma história muito bem contada com uma profunda discussão sobre culpa, medo e traumas e como ela afeta toda sua vida.
5/5
Total Score
Related Posts
Leia Mais

O Homem Invisível

Anunciado há algum tempo, o universo sombrio dos Monstros da Universal, ou simplesmente Dark Universe, vinha com a…
Leia Mais

O Mecanismo (2ª Temporada)

Séries e filmes sempre tiveram um papel importante na sociedade. Não apenas uma ferramenta de entretenimento e diversão,…