Globo celebra os 70 anos da TV com sessão de Nada Será como Antes

A Rede Globo anunciou o início da comemoração dos 70 anos da Televisão no Brasil com uma exibição especial do longa Nada Será como Antes, que acontece neste sábado, 19 de setembro.

Série criada por Guel Arraes e Jorge Furtado, a série exibida em 2016 será exibida em uma formato de telefilme na grade do Supercine, fazendo parte da celebração dos 70 anos da televisão no Brasil.

A história ambientado em meados dos anos 1940 até o final dos anos 1950 segue o drama romántico entre o empreendedor Saulo (Murilo Benício) e da locutora de rádio Verônica (Débora Falabella), depois de se tornar uma estrela uma estrela de TV. Ao mesmo tempo, acompanhamos os irmãos Otaviano (Daniel de Oliveira) e Julia (Letícia Colin), jovens ousados da alta sociedade carioca que apostam no sonho de Saulo de trazer a televisão para o Brasil.

As duas histórias funcionam como duas novelas de estilos diferentes. A primeira, mais clássica, e a segunda, digamos, mais apimentada. Além disso, temos a novela propriamente dita que era encenada na trama, uma história do século XIX. Como o gênero é o centro da televisão brasileira optamos por trazer as duas “novelas” para o mesmo plano e como pano de fundo seguimos com as referências que usamos para contar a história da televisão e o sentimento que existia de crença no Brasil, que nessa época era chamado o “país do futuro”.

comenta o autor Guel Arraes

Guel Arraes esteve a frente da adaptação da série para um telefilme que será exibido. Em parceria com Arraes, Jorge Furtado comenta o desejo de ambos de contar a história da origem da televisão brasileira, os desafios de reconstruir a época aliado a ficção da história.

Nos debruçamos sobre as histórias dos pioneiros da televisão e nas nossas próprias vivências, já que estamos há muito tempo no meio. Através dos primeiros atores que fizeram televisão mostramos um Brasil em transformação, principalmente, pelas mulheres, que mudaram padrões e avançaram costumes, modernizando o país.

complementa Jorge Furtado

Os atores comentaram sua participação na produção e o sentimento que tiveram ao contar uma ficção baseada no trabalho de ambos:

Meu pai também é ator e participou do início da TV em Minas Gerais. Ele fazia televisão ao vivo e me contava como eram os bastidores naquela época. Depois fui trabalhar na televisão e já estou no meio há 20 anos. É muito bonito entender como tudo começou e acredito que ‘Nada Será Como Antes’ mostra essa trajetória com muita emoção e humor.

diz Débora Falabella

A história mostra como os profissionais da época precisavam ter uma criatividade e um jogo de cintura maior para tudo dar certo, para consertar um erro e torná-lo um acerto. No início tudo era um desafio, uma novidade. Vejo essa exibição especial como uma homenagem a tanto trabalho duro que é feito há sete décadas pela nossa arte.

comenta Murilo Benício

A televisão conta a história e ao mesmo tempo traça o destino dos personagens. Estou muito animado em ver a série virar longa-metragem. Existe uma qualidade cinematográfica muito forte nesta obra.

afirma Jesuíta Barbosa

O elenco do telefilme conta com Murilo Benício, Débora Falabella, Daniel de Oliveira, Letícia Colin, Bruna Marquezine, Bruno Garcia, Jesuíta Barbosa, Fabrício Boliveira e Alejandro Claveaux.

Nada Será como Antes será exibido após o Altas Horas, na faixa do Supercine, neste sábado, 19 de setembro.

Related Posts
Leia Mais

Rocketman

Quando a cinebiografia de Freddie Mercury e a criação da banda Queen, Bohemian Rhapsody ganhou quatro Oscar neste…