0

A Motorola adiantou tudo que vinha da família G e lançou dois dispositivos. Um deles é o moto G8 plus, o mais poderoso da família onde seu destaque fica por conta das funções de action Camera e tecnologia Dolby atmos para áudio. Sua capacidade de armazenamento é de 64 GB além de possuir a tela maxvision principal da marca. Conferindo todos os detalhes, o celular promete ser um forte concorrente aos celulares da Samsung e xiaomi. Mas será que vale a pena ter um desses mesmo pelo valor oferecido?

Design

Começando pelo design do produto, ele possui um acabamento que simula vidro e a cor do dispositivo é azul safira uma cor mais elegante e mais desejada por ser algo mais vivo. Lembrando assim o Mi A3 que possui cores vibrantes e detalhes de chamar atenção. É bom para quem busca um toque mais premium e com uma pinta de custo benefício.

Tela e multimídia

A tela do dispositivo possui a tecnologia MaxVision da própria motorola e garante cores mais vibrantes e detalhes mais nítidos. Sua resolução Full HD+ é a que garante mais equilíbrio de cores e saturações mais vividas. Detalhes mais fiéis as imagens mostradas no dispositivo e aliado a qualidade de áudio Dolby Atmos, garante a experiência para assistir a filmes, séries e vídeos no YouTube. O que realmente faz diferença quando se fala de uma tela do tipo IPS.

Desempenho e hardware

O moto G8 plus vem com o Snapdragon 665 com 4 GB de RAM e 64 de Armazenamento. Ao utilizar ele com jogos mais pesados como PUBG e Asphalt 8 ele garantiu desempenho de sobra para rodar ambos. Já em uso mais simples com redes sociais e vídeos, garantiu sua vantagem em se manter na média dos concorrentes. Nos testes de benchmark ele teve pontuações boas que se comparado com concorrentes estaria mais em guerra com os Samsung A50 e A80 e mais 2 da Xiaomi. Só não é tão potente quanto se espera de um aparelho na faixa acima dos 1.500 reais. Apesar do processador ser ligeiro, esperava mais de um desempenho útil para outras tarefas. E também a temperatura é alta quando está em uso mais hardcore o que pode dificultar ainda mais a produtividade no aparelho.

O Android instalado no dispositivo é o 9.0 Pie e com interface que segue o estilo do android original mas com poucas atualizações da própria motorola e não há muita novidade perante ao dispositivo perto do “Antecessor” inesperado.

Câmera

Falar do ponto principal do dispositivo, ele possui 3 conjunto de câmeras, uma delas é de 48 MP para fotos com mais qualidade e com velocidade impressionante no foco. Apesar de se dar bem na luz do dia, o foco a laser é preciso e dinâmico para quem tira fotos, mas em atividade noturna é que o night vision mostra sua força porém não é tão razoável quando se espera em fotos noturnas. Garantindo níveis de detalhes mais progressivos e com pouca granulação a luz do dia. A câmera frontal é de 25 MP e consegue boas selfies com a melhor qualidade e garantindo seu equilíbrio de imagem. Só não são câmeras de se esperar boa qualidade em imagens noturnas.

Foto com Moto G8 Plus

Nos vídeos o destaque mesmo fica para a câmera de ação que só funciona de dia e é bastante interessante a câmera de ação com uma estabilização e campo mais aberto para se filmar na vertical e assistir na horizontal. O que peca mesmo mais uma vez é a falta de qualidade a noite a impressão é que os vídeos foram feitos com uma câmera mais antiga com quase 7 anos de uso. No mais ele filma em 4k no modo normal e garante qualidade boa a noite só não espere grandes resultados na hora de gravar em ambientes mais escuros.

Bateria

Para suportar tamanha capacidade, só mesmo uma bateria de peso, o que é o caso do Moto G8 Plus com uma bateria de 4.000 mAh. Sobrevivendo a testes pesados e teste regular, ele se deu bem em ter mais autonomia até o fim do dia, inclusive para você que é usuário de android puro, ha como ver tempo de duração da carga efetivada. Em todos os casos, assistindo videos e jogando ele teve uma duração de quase 3h e no uso normal ele foi até o fim do dia e só de madrugada foi solicitado carga no dispositivo.

Ele vem com carregador turbo power que não é dos melhores mas fez muito bem em garantir metade do carregamento em menos de 30 minutos. No entanto ele só teve carga completa em mais de 1h apenas o que realmente não torna um carregador decente. Para quem é usuário que não joga muito é até bom não ter ele por perto já que para manter ele com a carga completa é necessário esperar bastante tempo para voltar a jogatina.

Preço e concorrência

Seu preço de R$ 1.699 não bate de frente com os atuais concorrentes como o A50 mas sabe bater de frente com o Redmi Note 8 lançado recentemente pela Xiaomi. Porém existem pontos positivos e negativos que podem fazer o Moto G8 Plus pensar em sua estratégia de rivalizar o concorrente. Um deles está no conjunto de câmeras que se mantém razoável porém não se encontra no equilíbrio certo de imagem e qualidade coisa que podemos encontrar no concorrente até mesmo coreano. E um ponto negativo é a temperatura que o celular carrega quando está em uso tornando ele um forno perto das mãos de usuários. Pelo menos na nossa unidade pra testes foi isso

E algo que ainda parece estar fora de ordem é o lançamento bem adiantado sendo que temos o Moto G7 Plus, sendo que ha melhorias sem ter o consentimento do que foi mudado de uma geração para outra, e o que prova é apenas o design do dispositivo que mudou e as especificações dele mas que mudou foi na pressa pois se trata de correções do dispositivo anterior para esse que custa mais caro que o atual. Fora isso não teve muita relevância ao fazer essa atualização repentina visto que a própria xiaomi fez o mesmo ao lançar novos aparelhos da linha Redmi no mesmo tempo de Redmi 7 e Note 7. Tudo é questão de seguir a concorrência. Mas a impressão é que a motorola está muito desesperada por estar perdendo mercado para aparelhos de outras marcas.

Vale a pena?

Diante de tudo comentado, em momento algum diria que é válido a compra do dispositivo visto que a hora certa para a motorola vender seus dispositivos é perto do natal. Mas se você busca um aparelho com boas especificações e mostre-se descente para ser um bom aparelho, o G8 Plus se encaixa perfeitamente em seu estilo, mas se ainda prefere algo de custo benefício ainda tem a versão de entrada também lançada recentemente que é o G8 Play. O G8 Plus tem suas vantagens para enfrentar a concorrência mas poucas delas ainda precisa melhorar e muito para se mostrar ideal contra Samsung e Xiaomi. 

0

Você Pode Gostar!