CríticaDestaqueFilmes

O Amor dá Trabalho

0

Com estréia para 29 de Agosto, O Amor dá Trabalho conta a história de Ancelmo (Leandro Hassum), um funcionário público insatisfeito com a vida, trabalho e tudo a sua volta. Um tremendo trambiqueiro que adora enrolar a todos. Seu chefe, Dr. Magalhães (André Mattos), farto de todos os problemas causados por Ancelmo, dá um ultimato que faz com que ele fique extremamente irritado, causando assim um acidente.

Nesse meio tempo, Ancelmo acorda em um lugar estranho, achando ser uma brincadeira dos colegas de trabalho, descobrindo na verdade que ele está morto e que pelas coisas que fez em vida, vai direto para o inferno. Safo como ele é, Ancelmo pede mais uma chance para conseguir os pontos necessários para seguir para o andar de cima, o que dá origem a toda a comédia.

Elizangela (Flávia Alessandra) por 12 anos espera pela graça de alcançar o que pediu aos deuses. Para que Ancelmo consiga os pontos suficientes para não ir para o inferno, ele vai ter que casar Elizangela com um antigo amor de sua vida, amor esse que à abandou no altar há 12 anos. Paulo Sérgio (Bruno Garcia), o amor de Elizangela, vai ressurgir na vida da mulher de uma forma engraçada e constrangedora, claro que Ancelmo vai aprontar muita coisa com esses dois e com todos ao seu redor, afinal, ele é um espírito, e quase ninguém pode ver espíritos.

O núcleo dos deuses conta com presenças divertidíssimas como Paulinho Serra, Dani Calabresa, Bruno Sutter, Sergio Loroza, Maria Clara Gueiros (que por sinal faz uma ótima Maria Cheia de Graça), Hélio De La Penha, entre outros convidados como Ludimilla que interpreta Iansã.

O filme é divertidíssimo, bem amarrado, com os personagens bem caricatos e engraçados. As piadas são boas, o que arrancou boas risadas. Os efeitos de câmeras para simular as situações espirituais foram bem trabalhados, juntamente com alguns efeitos especiais.

Vale apena ir ver essa comédia brasileira dirigida por Alê McHaddo, que por sinal, incorporou dentro da obra várias referências aos seus outros trabalhos.

O Amor da Trabalho

8

Prós
  • Texto bem escrito
  • Enredo envolvente
  • Desfechos inesperados
Contras
  • Atuação de coadjuvantes bem forçada
  • Muitos clichês
  • Piada antiga de loira que já não é mais engraçado.
0