Primeiras ImpressõesSéries e TV

Samantha! (2ª Temporada)

0

Ser a criança mais amada do Brasil, ela já sabe. Mas sua vida como artista cobra um preço muito grande quando o assunto é sua vida pessoal. Suas responsabilidades como mãe podem ter sido enevoadas pela sua busca em retornar aos holofotes e deixou Samantha! perder momentos com seus filhos e suas vidas. Em sua segunda temporada Samantha! vai em busca de resgatar essa imagem de mãe madura que é questionada por todos.

Após o anúncio de uma biografia não-autorizada sobre sua vida quando de uma plimplom, faz com que Samantha! (Emanuelle Araújo) tire satisfações com os responsáveis, seus ex-colega plimplom, Bolota (Maurício Xavier) e Tico (Rodrigo Pandolfo). Para impedir que algo ruim acontece, a família de Samantha! chega na audição, e somos recheados com participações, e cenas cômicas bem construídas, apenas para afirmar o quão imatura Samantha! sempre foi, e como Samantha! é atualmente. Em um típico roupante de consciência, nossa protagonista então decide ser a mãe, assumindo um dos principais papéis: estar presente na reuniões de pais de seus filhos.

A série, que conquistou muitos em sua primeira temporada parece logo de imediato ter esta responsabilidade de manter a qualidade e o interesse do público, e no primeiro episódio ele consegue manter a identidade de Samantha! e de todos os personagens e da vários passos a frente para entregar uma jornada mais pessoal – mesmo que os holofotes seja parte da protagonista – e já acrescenta novos personagens que mexerão com a trama.

Enquanto a protagonista luta para ser vista como uma mulher madura, acerca dos comentários vindos do livro de memórias Samonstra!, Dodói (Douglas Silva) também começa a lutar pela sua identidade, e para isso chama seu último recurso, sua mãe, vivida Zezeh Barbosa. Esta já é introduzida com força, e promete ser um grande contraponto para a personalidade e controle de Samantha!

As crianças Cindy (Sabrina Nonata) e Brandon (Cauã Gonçalves) continuam maravilhosos em suas personalidades, mesmo que exagerados. Eles são um ponto âncora para Samantha!, e também Dodói, e ainda tem ótimos momentos pessoais de comédia bem escrachada, quase beirando ao ridículo. Mas estamos falando de uma comédia. E a comédia não se contém em ser exagerada quando pode, e quando não pode, e ainda abusa do carisma dos personagens para chamar a atenção, mesmo que em mensagem subliminar, ela é entregue sem grandes enigmas narrativos.

Samantha! já provou que é uma grande artista, e na sua segunda temporada ela precisa lidar com o fato de ser julgada como imatura para sua idade, enquanto precisa lidar com a força de sua sogra que completa essa família carismática e super-talentosa.

0