publicidade

#SDCC2019 | Superman: Red Son é anunciado

Durante o painel de Batman: Hush na San Diego Comic-Con, a DC anunciou que o primeiro filme do DC Universe para 2020 será Superman: Red Son, uma adaptação de três edições lançada por Mark Millar em 2013, junto com Dave Johnson e Killian Plunkett, segundo a ComicBook.

A série é integrada no arco Elseworlds que imagina um mundo onde, ao invés de crescer no Kansar e lutar pela “verdade, justiça e a identidade Americana“, o foguete de Kal-El caiu na União Soviética na década de 1950 e Superman se tornou o campião dos valores soviéticos. A história re-escala todos os heróis, incluindo Batman, Mulher Maravilha, Brainiac, Lanterna Verde e Lex Luthor sob a lente da Guerra Fria.

Confira a sinopse oficial do arco Red Son:

Imagine uma realidade onde o super-ser mais poderoso do mundo não cresce em Smallville, Kansas – nem mesmo nos Estados Unidos, neste caso…

Superman: Red Son é um conto vivido da paranóica da Guerra Fria, que revela como a nave que trazia a criança que mais tarde seria conehcido como Superman, aterrisasse no meio da União Soviética dos anos 1950. Educado no coletivo, a criança cresce e se torna o símbolo do povo soviético, e o mundo muda drasticamente do que conhecemos, colocando Superman em conflito com Batman, Lex Luthor e muitos outros.

Vale ressaltar que a série Supergirl já adaptou o arco de Superman: Red Son, quando Lex Luthor trainou o clone de Kara na Kaznia. O filme animado será mais fiel ao material original do que a série tomou.

Superman: Red Son chegara no ano que vem na plataforma de streaming DC Universe, e segue sem data de estreia, e no Brasil, ainda não há notícias quel emissora ou plataforma fará a transmissão.



publicidade
Postagens Relacionadas
FecharX