DestaqueNotíciaSéries e TV

Chernobyl | A vida real dos personagens da minissérie

0

A HBO exibiu nesta sexta-feira, 08, o quinto e último episódio da minissérie Chernobyl, que conta história de um dos maiores acidentes nucleares da história do Mundo.

O desastre de Chernobyl aconteceu na madrugada dia 25 para 26 de abril de 1986, até o momento é considerado um dos maiores acidentes nucleares do mundo, deixando mais de 2.100 km² em zona de exclusão e uma série de problemas que se manterão pelos próximos 300 anos.

Até hoje a área que está ao redor da usina está inacessível, a cidade de Pripyat na Ucrânia que fica a menos de 10 km da usina, tornou-se uma das cidades fantasmas após o desastre.

Sobre os números, até o momento não se sabe ao certo quantos morreram e quantos ficaram com as marcas de Chernobyl, mas para uma população em Pripyat de mais ou menos 50 mil habitantes, o dando radioativo na vida deles e dos seus filhos foram enormes.

Depois dessa longa história, vamos para a parte que explica quem é quem na minissérie da HBO.

Valery Legasov

Valery Legasov que é apresentado na série pelo ator Jared Harris, foi um dos percussores para tentar “limpar” o desastre da usina de Chernobyl.

Após ter relevado toda a verdade sobre os problemas dos reatores RBMK, que é o tipo de reator utilizado em Chernobyl e mais 10 usinas dentro da Rússia. Legasov é isolado em Moscou, não podendo exercer nenhum trabalho científico.

Mas é após seu suicídio em 26 de abril de 1986, que toda verdade que estava sendo escondida pelo governo soviético vem a tona na comunidade científica. Essa verdade vem em áudios gravados em fitas cassetes, em que ele revela todos os problemas que os reatores RBMK possuía. Mais a frente, a União Soviética se ver obrigada a resolver todas as questões/verdades que tinha sido levantada tanto por Legasov, como também pela comunidade científica após a morte de um dos “Limpadores” de Chernobyl.

Ulana Khomyuk

A personagem que na série é interpretada por Emily Watson, não existiu na vida real. O arco da qual foi criado para Ulana foi feito como uma forma de homenagear os vários cientistas que trabalharam ao lado de Valery Legasov na tentativa de limpeza do desastre de Chernobyl.

Boris Shcherbina

Na minissérie, o personagem é interpretado por Stellan Skarsgård, Na história e na ficção, Boris, trabalhava no governo soviético, ocupando o cargo de vice-presidente do conselho de ministério. Sua passagem nesse cargo foi de 1946 até 1989.

Shcherbina, durante o início da série, ele é apresentado como uma “mão dura”, por não acreditar que o desastre fosse algo tão grande assim. Até que conhecendo o professor Legasov, acaba vendo aos poucos, que a situação em Chernobyl estava mais complicada do que aquilo que tinha sido informado nos primeiro encontros ministeriais após o acidente.

Após o desastre de Chernobyl, Shcherbina ainda trabalho em mais um desastre da União Soviética, dessa vez um terremoto de magnitude 7.2 na escola Ritcher, que aconteceu no dia 7 de novembro de 1988.

Boris, acabou falecendo em 22 de agosto de 1990, após quatro anos e quatro meses do início dos seus trabalhos na usina nuclear.

Victor Bryukhanov, Anatoly Dyatlov e Nikolai Fomin

O diretor da usina, Viktor Bryukhanov, o engenheiro-chefe, Nikolai Fomin e o engenheiro-chefe adjunto, Anatoly Dyatlov, foram condenados a dez anos de trabalhos forçados.

Já papel Briukhanov é atuado por Con O’Neill, sendo preso após o julgamento, mas cumpriu só cinco anos da sua sentença.

Dyatlov, – é interpretado por Paul Ritter-, acabou recebendo anistia e foi libertado após cinco anos de cumprimento da pena. Porém, em 1995, acabou morrendo em decorrência de uma doença relacionada a radiação.

Nikolai Fomin, é apresentado por Adrian Rawlins. Na vida real, antes do seu julgamento acabou tendo um colapso nervoso, tentando se matar. Porém, após o seu julgamento, retornou a uma Usina Nuclear, dessa fez a Kalinin na Rússia.

Lyudmilla Ignatenko

Uma das moradores da cidade de Pripyat na Ucrânia, cidade essa que ficava a menos de 10 km do usina nuclear. Na minissérie, ela é vivida por Jessica Buckley.

Além de ser moradora da cidade de Pripyat, Ignatenko era casada com um dos bombeiros que foram chamados para tentar apagar o incêndio que veio como consequência da explosão do reator. Ao longo da minissérie é mostrado o drama do casal.

Ignatenko que estava grávida no momento do desastre de Chernobyl, acaba perdendo sua filha após quatro horas do seu nascimento, ao contrário do que aconteceu com ela, a filha foi quem absorveu toda a radiação que a mãe havia sido exposta.

Porém, após os múltiplos acidentes vasculares cerebral (AVC), Lyudmilla é informada de que nunca mais poderá ter uma criança, tendo esse argumento levantados pelos médicos caídos por terra. Já que ela acaba grávida e vive com o filho em Kiev na Rússia.

Os Mineiros

Para evitar um desastre maior, o governo soviético vai até a uma mina de carvão, para contratar os 400 operários para cavarem um túnel, que impedisse que a lava radioativa chegasse até o lençol freático.

Após a construção do túnel, desses 400 operários, cerca de 100 morreram antes de completarem 40 anos.

Mikhail Gorbachev

Interpretado por David Dencick, Gorbachev se manteve no poder até 1991, quando a União Soviética foi extinta. Em suas palavras em 2006, um ano antes de morrer, o desastre de Chernobyl foi um dos principais causadores do fim da União Soviética.

0

Você Pode Gostar!