ArtigoTech

Opinião: Microsoft deve criar um sucessor para Windows de celular?

0

A microsoft anunciou no começo do ano que não haveria suporte do Windows 10 mobile em 2020. Para quem não sabe, o Windows Mobile é uma atualização das Versões 8 e 7 do Windows Phone. E de certa forma vai se decaindo aos poucos após perder terreno para só dois sistemas algo que provavelmente seria ruim e só causaria divisões problemáticas no futuro. Mas afinal de contas, a Microsoft deve pensar em um eventual sucessor para Windows mobile, ou acha que competir nessa área só chegaria tarde demais? Como evitar o domínio e duopólio de apple e google ganhar força com a não existência literal de um sistema alternativo?

É difícil começar a competir a essa altura do campeonato para saber quem merece mais atenção do público que gosta de smartphones. Mas empresas independentes já estão começando a criar sistemas operacionais que possam mostrar a alternativa entre Android e IOS. Algumas recorreram ao velho campo dos celulares básicos os Feature Phones. Para se ter uma ideia ao longo de 6 anos antes mesmo de ver o domínio das duas marcas, víamos empresas com sistemas operacionais novos como Firefox, Ubuntu, Sailfish, entre outros. Hoje esse mercado para muitos é desinteresse de quem não costuma investir em sistemas, caso da Microsoft que não conseguiu repensar muito em seu sistema operacional. Para rever o erro que cometeu e trabalhar em um sucessor, será uma tarefa difícil de se fazer. No máximo começar do zero é o suficiente. Mas provavelmente trabalhar em averiguação para saber o que o público prefere e o que considera da concorrência.

Para se ter uma ideia, empresas que antes trabalhavam em sistemas tiveram pessoas envolvidas nos projetos. Tanto que para isso, requer muita dedicação e foco no trabalho algo que muitos não conseguiram. Dessa parte saíram pessoas que trabalharam para criar os projetos citados. Com isso fica bem claro que a melhor estratégia é separar uma divisão de cada para que boa parte do projeto fosse independente. Tendo a empresa como a encabeçada do projeto. Mas para isso também conseguir parceiros e ver quais alternativas viáveis o projeto pode ter. Uma expectativa boa foi que a Nokia fez parceria no passado com a intel na criação do MeGoo mas apos a propria Microsoft comprar a nokia mobile, os planos foram jogados fora e daí surgiu o Sailfish OS que poucos conhecem.

A empresa também deve rever seus erros além desse que cometeu. Repensando abertamente em reestruturar seu setor mobile, não é apenas aplicativos ou software de launcher que ela pode sobreviver. Ela tem que ter uma base fixa para agregar os setores e essa base tem que ser de fato um sistema operacional com código aberto e seguro baseado no seu concorrente e que venha a ser seu possível sucessor do Windows para celular. Mas muitos pensam que a microsoft nunca vai fazer um substituto porque ela não dá atenção ao mercado mobile e Windows Phone já morreu e falta pregar o caixão.

Provavelmente você nunca sabe mas essa atitude da microsoft é mais ruim pra ela do que para muitos. Mesmo que a empresa tivesse bilhões com aplicativos e o Windows para PC, ela já decretou falência de maneira despercebida. Por que considero essa atitude como o fim da microsoft? Vários fatores podem fazer a empresa fechar as portas, uma delas é o mercado de celulares. Quanto mais as pessoas compram Smartphones, mais o mercado de PC’s encolhe e o preço sobe para muitos. E isso atinge muito a indústria, que tanto produz PC’s e Notebooks para um mercado que ainda compra produtos tanto para ser profissional quanto para usar como extensão do celular além do público gamer quanto para quem usa o Windows. Ela perde aos poucos o mercado para celulares com android. E dessa forma, se arriscar em fazer uma produção para um sucessor do seu atual sistema apagado, não deve ser uma tarefa desnecessária. Por mais que a microsoft só pense em outros mercados, não é só de aplicativo que ela vai ganhar lucro. Ela sabendo ou não deve reagir para não perder seu público.

E é falando em público que entra mais um ponto para pensar na criação de um sistema. O estudo de mercado, onde android é o que mais lidera entre os sistemas, é difícil pensar em outro que possa tirar o lugar dele a não ser a própria google desenvolver seu sucessor. Sim até ela pensa em sucessor e talvez esse nem consiga superar o sucesso do android ou pelo menos fazer ele ser duradouro por mais tempo. Para evitar a decadência, é necessário um estudo fiel para saber o que o público prefere em um sistema operacional. Descartando as mil possibilidades que a fabricante com software modificado faria em cima do android original da google. Assim para poder mostrar mais atenção requer vários testes e apresentar ele para os usuários, em contrapartida muitos teriam um pé atrás com sistemas operacionais alternativos. Mas outros que não pensam em recorrer a android e iOS, desejam um sistema mais simplificado e aperfeiçoado. Com cara de próprio mas de uma empresa conhecida.

Outra questão é a parte do desenvolvimento de aplicativos para esse novo sistema. Como sabe o Windows para smartphone perdeu vários parceiros por conta do mal investimento no seu sistema. Algumas empresas não puderam investir no Windows mobile/phone então vai ser difícil convencer a fazer parceria de desenvolvimento para o novo sistema. O jeito é pensar nos custos para evitar que saísse caro e logo começar a repensar no projeto para entrar diretamente ou fazer de maneira exclusiva no novo sistema antes de partir para android e iOS. E pensar no orçamento para criar o sistema que deve ser aceitável para começar com beta.

Apesar de tudo que foi comentado dá pra se dizer que é difícil pensar em criar um substituto mas dicas sempre valem para qualquer empresa que pensa em criar um sistema operacional. A Microsoft não declarou nada sobre o destino do windows mobile/phone, apesar de anunciar encerramento de suporte, não quer dizer que é descontinuar e encerrar de vez o sistema. Com isso já diria que se adimitir que faliu é acreditar que não está mais entrando no mercado mobile que passou a frequentar por mais de 10 anos e só não competiu porque não teve interesse e coragem para enfrentar como muitas empresas foram capazes de fazer. Para se criar um novo sistema requer muito trabalho e investimento e provavelmente é difícil pensar em competir com a ascensão de dois sistemas mobile. Mas se caso a solução for uma alternativa entre os dois sem pensar em concorrência, aí é pensar muitas vezes antes de trabalhar em uma nova base para o mercado mobile. Mas olhando pelo lado positivo é sempre bom pensar em novos sistemas para um mercado que cresce cada dia, e sempre pensar em novas alternativas para produções de alto nível no setor de tecnologia e hardware.

0

Você Pode Gostar!