publicidade

Guardiões da Galáxia | James Gunn retorna como diretor para terceiro filme

Parece que a novela que tomou os holofotes durante a San Diego Comic-Con do ano passado teve um final feliz, afinal. Segundo o site The Hollywood Reporter a Disney, em um movimento marcante e raro, recontratou James Gunn para retomar seu posto como diretor da franquia dos Guardiões da Galáxia Volume 3.

A Disney demitiu o diretor em Julho do ano passado, após descobrir mensagens antigos do diretor de caráter ofensivos no Twitter, que questionava a posição do diretor sobre assuntos delicados que divergiam da politica da empresa do Rato. A demissão controvérsia gerou o descontamento de todos os atores de Guardiões da Galáxia, incluindo Chris Pratt, Zoe Saldanha, Bradley Cooper, Dave Bautista, Karen Gillian e outros, que divulgaram uma carta aberta pedindo para o estúdio reintegrar o diretor na produção do filme – confira ela aqui. Bautista vei a público dar apoio ao diretor na época.

Devido a demissão do diretor no ano passado, Guardiões da Galáxia Volume 3, que tem um papel importante para a nova fase da Marvel Studios após Vingadores: Ultimato, servindo de base para a Fase 4, ficou na geladeira e teve sua estreia adiada para reorganização do roteiro e a procura de um novo nome para assumir a direção. Guardiões 3 ainda não tinha uma data anunciada, mas Gunn – que é muito ativo em suas contas pessoais – disse que terceiro longa chegaria em 2020.

Após sua demissão Gunn se mudou para a “rival” Warner Bros, dentro do universo da DC Comics, e foi contratado como diretor do prómixo Esquadrão Suícida, que já conta com vários rumores sobre a troca de Will Smith para Idris Elba na pele do Pistoleiro, entre outros. Fontes do site afirmam que Gunn planeja finalizar primeiro o filme da Warner.

Por enquanto, nem Guardiões da Galáxia, nem Esquadrão Suícida tem previsão de estreia definida pelos estúdios, mas mais informações virão.



publicidade
Postagens Relacionadas
FecharX