A História da CyanogenMod !

Lendo agora
A História da CyanogenMod !

cyanogenmod-10-banner-600

Impossível falar de Android sem citar, quase que por simbiose, a CyanogenMod. E, de fato, as histórias se confundem! Vamos falar de um dos Mods mais amados e populares do mundo.

 

Em 2008, após a descoberta de um método que consistia em obter privilégios de administrador (o famigerado acesso root) incentivou um grupo de desenvolvedores a criarem firmwares alternativas. Em meados de 2009, um destes desenvolvedores – JesusFreke – paralizou seus trabalhos em firmwares e sugeriu que os usuários alternassem para uma versão de sua ROM que estava sendo modificada pelo Dev conhecido como Cyanogen (Steve Kondik). O nome desta variante foi denominada CyanogenMod.

Seu primeiro projeto foi uma Custom ROM para o aparelho T-Mobile G1 rodando Android 1.5, batizado por aqui como HTC Dream. Não era a única Custom da época, mas tornou-se muito popular entre os usuários e desenvolvedores. Com o iminente crescimento do Sistema da Google, multiplicaram-se os dispositivos e, é claro, o interesse por customizações acompanhou a procissão… A grande vantagem da CyanogenMod é que ela provia um fôlego extra para aparelhos mais antigos.

 

cm-2

 

A popularidade da ROM crescia rapidamente, na mesma proporção que desenvolvedores desejavam fazer parte da equipe de Kondik. Surge a famosa Equipe Douche, que contribui rapidamente para a inclusão de vários recursos e dispositivos suportados.
Mas nem tudo são flores… Ainda em 2009, houve um sério conflito entre a Google e Kondik. A Gigante de Montain View não estava nada satisfeita que a ROM contivesse seus aplicativos (Gmail, Youtube, Market); Houve uma avalanche de processos e impedimentos legais para que fossem retirados do Mod. Após um um conturbado acordo, ficou estabelecido que tais aplicativos fossem disponibinizados de forma separada. Nasce, então, a gapps para CyanogenMod.

googleapps

As contribuições de Kondik e sua equipe para a plataforma não param! Agora é hora da Big G se render à competência da equipe Douche. A Google incorpora o USB Thethering e oPinch-To-Zoom ao Android, consagrando indelevelmente a importância desses incansáveis desenvolvedores.
Em 2010, a quinta versão do Mod trocou o launcher padrão do Android (TW Launcher) pelo ADW Launcher. Esta mudança oferece ao usuário uma gama muito mais ampla de possibilidades e efeitos. Durante o mesmo ano, a CyanogenMod esteve presente no mercado em mais de 2,5 milhões de Smartphones! A Samsung, que não é besta, também estava de olho… Em agosto de 2011, contratou o fundador da CyanogenMod para fazer parte da equipe de engenheiros de Software.

oppo_n1_cyanogenmod_edition_2

No final desse mesmo ano, a Google disponibilizou o código-fonte do Ice Cream Sandwich (Android 4.0) e uma nova maratona se inicia para adequar-se à nova versão, visto que a arquitetura do código foi totalmente remodelada, fato esse que fez a equipe atrasar bastante o fork. Vencida mais esta etapa, em 04 de abril de 2012 foi apresentado CID (abreviação de CyanogenMod ID) como nova mascote da ROM, em substituição ao Bugdroid da versão 9.

 

Cid_thumb

Não há dúvida alguma sobre o mérito dessa ROM. Sua importância é indiscutivelmente apreciada, tanto por grandes corporações como para os usuários comuns. Claro que há uma série de outros Mods de comparável relevância, mas nenhum se destaca dessa forma.

 

 

brand_reveal_2

Cyanogen

 

Qual é a sua reação?
Geek
50%
Feliz
0%
gostei
0%
Ruim
0%
Surpreso
0%
Preocupado
0%
Sobre o autor
Gabriel S. Azevedo
Gabriel S. Azevedo
23 Anos. Carioca. Profissional de TI da Secretaria de Estado de Fazenda do Rio de Janeiro. Gamer e Desenhista nas horas vagas. Apaixonado por Android e Tecnologia.