Facebook muda termos de notícia.

Lendo agora
Facebook muda termos de notícia.

Facebook diz que quer diminuir, o que consideramos de “Clickbait” noticia de editores no seu feed, tentando assim manter os 1,71 bilhões de usuários voltando regularmente a sua rede social. Em uma das alterações no seu algoritmo  desta quinta-feira, Facebook disse que certos tipos de noticias seriam, como os famosos Clickbait, “Aqueles que distorcerem informações teriam menos frequência de visualizações nos feeds” disse a empresa.

“Queremos que as editoras parem de publicar conteúdo que as pessoas publicam sempre exagerando no assunto especifico, mas que publiquem e fique simples,” Adam Mosseri, vice-presidente do facebook para a gestão de produtos, para o feed de noticias, disse numa entrevista.

Facebook vem trabalhando para manter a integridade do seu feed de noticia, tentando manter seus usuários satisfeitos e felizes com o seu conteúdo, fazendo os gastar o máximo de tempo possível. A empresa Silicon Valley vem constantemente fazendo atualizações em seus algoritmo, no mês de junho fez um conjunto abrangente que poderia classificar o conteúdo do editor, em geral se era ruim ou favorável no feed de noticia.

A mudanças dos algoritmo dessa quinta feira não é a primeira vez em que o Facebook reprimiu o clickbait, No ano de 2014 a empresa disse que estava se movendo para caracterizar os Spamlike, que seriam artigos com menos visualizações, ao olhar por fatores, tais como likes, ou deslikes, de algum conteúdo, outros fatores que contribuiu com leitura dos algoritmo no feed foi também o tempo que as pessoas visualizava o conteúdo.

O anuncio que a empresa deu nesta quinta-feira vai um passo além, o Facebook passou meses classificando frases comuns usados em manchetes, Mosseri ofereceu exemplos tais como: O cachorro latia em frente ao Delivery veja qual foi a reação, Quando ela olhou no sofá e viu este… Fiquei chocado!.

Os algoritmo da empresa, começou a tomar notas do site a partir dos artigos que foram próximos em questão de conteúdo, em questão de tempo pode detectar padrões de trafego a partir destes mesmo sites, e então esse processo foi formalizado e identificado como clickbait. Mousseri comparou tal pratica como uma filtragem de email anti-spam.

A mudança de algoritmo é fortemente esperada pelos publishers, que dependem do Facebook para o trafego dos seus sites, muitos deles reclamam de não saber como funciona essa politica de mudanças do Facebook, por tomar toda a frente com seus algoritmos poderosos.

Como sabemos a vasta base do Facebook com usuários e a segmentação de tecnologia, permitem que os editores sempre alcancem novos públicos, fazendo os sites terem muito trafego, como resultado o Facebook vem trazendo varias medidas e politicas próprias com as editoras dando pouco espaço para a distribuição de artigos.

Julie Hansen, presidente e diretor de operações da publicação on-line Business Insider, disse que levaria mais recente mudança do algoritmo do Facebook em consideração.

“Nós não fazemos o que nós consideramos ser manchetes clickbaity”, ela disse, “mas vamos certamente considerar a orientação do Facebook quando olhamos para o nosso conteúdo se algo estiver errado deixaremos o Facebook adaptar as manchetes, se necessário.”

Facebook disse que os editores que têm manchetes clickbait-like são classificados mais baixo devido à mudança do algoritmo terá a oportunidade de mudar os seus hábitos e subir novamente no ranking. Alguns editores estão agora apostando em um futuro além  com a total dependência do Facebook, as empresas como a Snapchat e Google oferecem as empresas de mídia outras vias para distribuir seu trabalho.

“Hoje estamos no pico Facebook – Facebook domina tudo”, disse Zachary Kaplan, vice-presidente da empresa de investimentos General Atlantic, que investiu em empresas de mídia digital como BuzzFeed e Vox Mídia. “Vamos evoluir naturalmente para um lugar onde não haverá mais concorrência entre os distribuidores digitais”, disse ele, “e que resultaria em, naturalmente, mais recursos para os editores.” Por enquanto, o Facebook disse que planeja melhorar as relações com as editoras, tornando-se mais transparente sobre suas práticas de feed de notícias. Mr. Mosseri reúne-se regularmente com os editores para discutir mudanças do algoritmo.

 

Qual é a sua reação?
Geek
100%
Feliz
0%
gostei
0%
Ruim
0%
Surpreso
0%
Preocupado
0%
Sobre o autor
José Jefferson
Um cara meio esquisito, estudioso, amante de séries/Netflix e fã de Bacon :D